Created with Sketch.
Marta Ramos

Casados de fresco, por Momento Cativo

Há alguns dias falámos-vos de fotografia de casamento e do quão importantes podem ser as e-sessions – as sessões fotográficas anteriores ao grande dia. Servem, claro, para que vocês possam reunir mais um punhado de magníficas imagens. Mas também ajudam, e muito, a aprender a lidar com a câmara, a conhecer melhor os fotógrafos e a perder inibições ou nervosismos que só atrapalhariam no dia do casamento.

Acontece que isto é como as cerejas: o pior é começar. Primeiro, a e-session; depois, o casamento; e depois? O que fazer quando apertarem as saudades dos cliques? Marquem uma sessão Trash the dress!

O nome é um pouco violento, mas a verdade é que estas sessões pós-casamento nasceram precisamente com esse intuito: o de maltratar o vestido de noiva em nome de imagens fabulosas. Tudo começou na cabeça de um fotógrafo pouco ortodoxo de Las Vegas, John Michael Cooper, há uns vinte anos – e o seu trabalho continua a impressionar (estamos a falar de vestidos de noiva em chamas e coisas do género).

Num registo muito mais pacífico, entre nós também já está enraizado o hábito de voltar a vestir o vestido e o fato, voltar àquela maquilhagem impecável, aos penteados perfeitos e aos acessórios nos lugares certos, e escolher cenários improváveis para fotografias bonitas a dois, agora com uma dose XL de descontracção – afinal, já passou tudo, correu tudo bem e podem brincar à vontade!

Quando um casal viaja de propósito até ao Porto para ser fotografado por nós, os nossos corações enchem-se de alegria!

A Rita e o Hugo desafiaram a dupla Momento Cativo para os fotografarem casados de fresco. «Conhecemos o casal no dia do Trash the dress. Num ambiente romântico e campestre, registámos este amor cúmplice e terno da Rita e do Hugo.»

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Acompanhem os trabalhos dos Momento Cativo que vamos publicando regularmente e falem com a Vanessa e o Ivo. Tenho a certeza de que eles vos receberão de braços abertos e câmaras a postos!

 

Créditos:

 

fotografia: Momento Cativo
decoração: Design com texto
laboratório: carmencitafilmlab

Marta Ramos

Girl power, por My Frame

Quando recebi estas fotos da My Frame, veio-me à memória um artigo publicado há uns tempos no New York Times (fui pesquisar e já lá vai mais de um ano!). A temática interessa-me, como me interessam todas as histórias em que se ponham em causa os papéis de género estereotipados. Perguntava, então, a jornalista Alix Strauss: «Porque é ainda é tão raro serem as mulheres a fazer o pedido de casamento?» E uma das mulheres referidas no artigo contava:

Women always believe in the fairy tale, that prince charming is coming to sweep you off your feet. That still happened to me. I still had the white dress, the destination wedding, the great honeymoon. I had what any person would have had if he had asked me first. The fact that asking him took his breath away, and that I was the one to do that, was an amazing feeling.

Ora bem, estas palavras podiam ter sido ditas pela Marta, que pediu o Renato em casamento. Ele disse que sim e escolheram a Ângela e a Flávia para registar esta bonita fase das suas vidas – começando por uma e-session nos magníficos Jardins Românticos do Palácio de Cristal. «Em cada imagem sentimos o romantismo e a cumplicidade que os une», dizem-nos as fotógrafas.

Conhecem este lugar? São oito hectares em pleno centro da cidade do Porto, desenhados no séc. XIX. Uma maravilha. Do projecto original, ainda existem hoje o Jardim Émille David, a Avenida das Tílias, o bosque e as varandas sobre o Douro. E, como se não bastasse, há miradouros estrategicamente colocados para que apreciemos diferentes perspectivas do rio e da cidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vejam também outros trabalhos da My Frame já publicados por nós e contem a vossa história à Ângela e à Flávia. Elas terão muito gosto em traduzi-la para imagens.

Marta Ramos

Um triângulo super amoroso, por ADORO

Com este calor, não há nada que soe melhor do que um passeio à beira-mar. Acompanhamos a Joana e o Hugo, inseparáveis do Apolo e discretamente fotografados pela ADORO, numa deambulação amorosa a servir de treino para o grande dia. Contam-nos as fotógrafas que «depressa se percebeu que afinal foram feitos para isto!»

Ainda ontem vos falámos sobre isto, sobre a importância das sessões anteriores ao casamento, tanto com os fotógrafos como com os videógrafos. Os formatos são vários: as e-sessions, como esta da ADORO, mas também, por exemplo, os vídeos save the date, uma forma muito engraçada e personalizada de anunciar ao mundo que vêm aí boas notícias.

Escolham aquele que tiver mais a ver convosco, vistam-se da forma que se sentem mais à vontade e definam um cenário que faça parte da vossa história, ou onde se sintam particularmente bem. Para além de ganharem mais um conjunto de memórias bonitas, ganham ainda descontracção e naturalidade perante as câmaras, que serão essenciais no dia do casamento. E ficam a conhecer-se melhor uns aos outros: vocês, aos profissionais que estarão mais presentes no vosso casamento; e eles, a vocês, aos vossos gestos, aos vossos sorrisos, ganhando um traquejo especial que fará com que não deixem escapar nem a mais discreta das manifestações no grande dia.

Agora, vamos até à praia?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Simpático e muito cool! Vejam também outros trabalhos da ADORO e contactem a Carla e a Sofia para falarem com elas sobre aquilo que vocês gostariam de ver registado para sempre. E caso não tenham ainda lido a entrevista que as duas fotógrafas nos deram na semana passada, agora é uma excelente altura para o fazerem!

Marta Ramos

Wise words: Como escolher os profissionais de fotografia e vídeo?

A fotografia e o vídeo serão das primeiras alíneas que quererão ver resolvidas na checklist de organização do vosso casamento. Percebe-se porquê: as imagens que daí resultarem serão as memórias palpáveis que vos ficarão para reviver o dia ano após ano, para partilhar com gerações futuras, para construir a história palpável da vossa família e poder contá-la a quem não tenha assistido a todos os episódios. Se vão investir, tanto em dinheiro com em tempo e dedicação, para que todos os detalhes do vosso casamento estejam perfeitos, quererão investir igualmente em guardiões desses detalhes que vos façam brilhar.

Há muitos bons profissionais da imagem a trabalhar em Portugal, é um motivo de orgulho para nós – só aqui na nossa lista de fornecedores seleccionados encontrarão mais de 50 fichas para analisar. Então, a questão que se coloca agora é: como escolher?

Para que possam desfrutar verdadeiramente do prazer de revisitar e de partilhar este breve dia um ano, dez anos, vinte anos depois, com a mesma emoção à flor da pele, recomendamos que escolham com o coração e a razão. – Queres casar comigo?

Para nos ajudar a compor este artigo, pedimos algumas dicas ao Luís e à Marta da Lounge Fotografia – e eles, já com a agenda cheia e à espera de gémeos, nem hesitaram em ajudar – com wise words e, claro, com as belas imagens que as acompanham.

 

 

 

 

Para começar, a antecedência! Os melhores profissionais são também os mais concorridos, e no caso dos fornecedores que terão que estar presentes no dia do casamento isso implica que ou vocês fecham a data primeiro, ou alguém o fará no vosso lugar. Seis meses no mínimo, mas um ano dá-vos mais folga. Comecem por analisar os vossos sites de referência com descontracção. Vão anotando os nomes que vos agradam e tomem notas para cada um deles. Lembrem-se de que a palavra-chave aqui é afunilar, por isso qualquer coisa que vos desagrade deve empurrar o nome correspondente para o fim da lista.

Lembra-nos a Lounge de que «muitas vezes as pessoas acham que os fotógrafos são todos iguais, e não são! Há estilos muito próprios, posturas diferentes, níveis de experiência diferentes.» Então, depois de verem e reverem os trabalhos dos vossos candidatos online, e depois de ordenarem e reordenarem a lista de preferências, peguem nos cinco primeiros nomes de fotografia e de vídeo e arrumem os restantes. Contactem o top 3 – com um email personalizado, simpático e já com muita informação relevante, para agilizar o processo. As respostas que receberem também vos ajudarão a confirmar se estão no caminho certo. É uma coisa que se sente, se a pessoa do lado de lá está verdadeiramente sintonizada convosco ou não. Próximo passo: agendar reuniões presenciais.

 

 

 

 

Levem uma listinha de assuntos essenciais convosco – não se preocupem que o Luís e a Marta ajudaram-nos a prepará-la para vocês:

. ver, pelo menos, um álbum/filme completo de um casamento (uma coisa é agrupar imagens fantásticas, outra contar a história inteira do dia com graça);

. confirmar quais são os membros da equipa a estar presentes no vosso casamento;

. acertar quais os graus de interferência no dia que são confortáveis para ambas as partes (pausas para sessões a dois, fotos de grupo, etc.);

. alinhar as fotografias que não podem faltar (dependendo da vossa vontade, claro, poderão ser fotos com os pais, com os avós, com os amigos – sejam quais forem as vossas escolhas, ponham-nas desde logo por escrito) e nomear um mestre de cerimónias, ou seja, o vosso braço direito que, no dia, ajudará os fotógrafos e videógrafos a encontrar as pessoas certas para as fotografias solicitadas, sem que tenham que ser vocês a preocupar-se com isso;

. definir bem prazos de entrega das fotos e do álbum final, e de vídeos highlights + filme completo;

. clarificar se os valores finais incluem IVA.

Se acham que se identificam com o trabalho apresentado mas resta ainda alguma dúvida, agendem uma sessão de noivado. É a melhor ocasião para quebrar o gelo e verem a forma de estar dos fotógrafos/videógrafos: se são descontraídos, afáveis, divertidos, se vos fazem rir, se vos direccionam muito ou pouco. E, no final, sentir se há magia nas imagens entregues! – Lounge

As e-sessions são, de facto, um factor importante neste processo. Mesmo que já tenham decidido, não saltem essa parte. Para além de serem memórias acrescida, é uma oportunidade de ouro para interagirem com os fotógrafos e videógrafos que estarão encarregues de registar o dia do vosso casamento. Ganha-se à vontade e descontração, que serão essenciais no grande dia; afinam-se vontades e expectativas; e, de repente, já vocês tratam as câmaras por tu e já elas vos conhecem de cor, de modo que tudo flui com muito mais naturalidade.

 

 

 

 

Este é o vosso dia. Gravem-no nos sentidos, da forma mais doce; e em imagens, da forma mais profissional. – Queres casar comigo?

Ora bem, então, recapitulemos. Analisem a oferta com antecedência e, na hora do aperto de mão, não descurem o contrato – leiam e confirmem cada detalhe. Desistam de quem não vos responde em tempo útil, ou o faz de modo pouco profissional, evasivo ou invasivo – e confiem no vosso instinto, dêem relevância à empatia, já que no dia do casamento vocês vão precisar de sentir que estão todos na mesma equipa. Certifiquem-se de que o profissional que estará presente no vosso casamento é mesmo aquele que vocês preferem, quando se trata de empresas com equipas grandes. Confiem nas dicas dos profissionais mas não se esqueçam de que a última palavra tem que ser a vossa. Se sentirem que de lado de lá estão a puxar numa direcção que vai contra a vossa natureza, acreditem, não vai resultar. A qualidade do trabalho dos fotógrafos e videógrafos que vocês escolherem deve ser, claro, um argumento de topo; mas valorizem igualmente a qualidade do atendimento. Se se sentirem acarinhados, certamente que o vosso casamento será filmado e fotografado na mesma medida.

Posto isto, a palavra final é… descontraiam! Sim, é possível. Vivam o vosso dia plenamente, sintam cada instante, saboreiem cada emoção, cada gargalhada. E depois deleitem-se com as imagens.

 

Agora, peguem nestas wise words e comecem já a pô-las em prática, passando a pente fino a nossa selecção de fornecedores de fotografia e de vídeo. Têm muito trabalho pela frente, é verdade: mas o resultado final será garantidamente espectacular.

Marta Ramos

Até ao pôr do sol, por Momento Cativo

Um passeio conduzido pela dupla Momento Cativo leva-nos neste fim de tarde de dia feriado até ao cenário de verde e xisto da aldeia do Piódão, na serra do Açor. Se ainda não conhecem esta aldeia história, marquem já na agenda uma visita. De noite, as casas iluminadas da aldeia surpreendem-nos de repente, nos caminhos serpenteados serra acima, e a imagem do conjunto é a responsável por chamarem ao Piódão ‘aldeia presépio’.

De dia descobrimos as casas tradicionais de xisto, a Igreja e a Capela, as vistas belíssimas sobre a serra, os pequenos cursos de água que ajudam a refrescar o ambiente no pino do Verão e a interessante oferta que tem surgido, mais dirigida aos visitantes. Há onde comer, onde dormir e lembranças bonitas para comprar. Um conselho de amiga: não deixem de provar os variados licores que ali se vendem.

Foi aqui que a Raquel e o Gil escolheram fotografar a sessão pós-casamento. Acompanhados pela Vanessa e pelo Ivo, percorreram as ruas do Piódão até ao pôr do sol.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Créditos:

 

fotografia: Momento Cativo
maquilhagem: Jenny Makeup Land
bouquet e coroa de flores: Rapid Flore Póvoa de Varzim
laboratório: carmencitafilmlab (fotos inteiramente a rolo)

Marta Ramos

É preciso dançar a vida, por Matilde Alçada

Hoje a Matilde Alçada partilha convosco um casamento muito especial. A Francisca e o Tiago já são um casal há algum tempo – e até já são pais. É bonito de ver isto, esta vontade de festejar a vida a dois, de confirmar a magia dos laços com família e amigos a assistir. Conta-nos a Matilde:

«A Francisca é especial. É doce, é linda, é bailarina, é mãe, é mulher. Quando conheci o Tiago, que me recebeu com o mesmo sorriso e abraço generoso, senti que me estavam verdadeiramente a acolher como uma amiga numa cerimónia tão intima e bonita na Quinta do Pé da Serra.

Para a Matilde, fotografar instantes é o momento em que se sente em paz com a vida, «como se o tempo e o mundo congelassem para nos mostrar a razão pela qual aqui estamos todos. Pelo amor, seja qual for a sua cor, forma, dimensão e transmissão.» A sua principal fonte de inspiração são as pessoas – as que acreditam no amor e são genuínas da sua forma de o abraçar. Mas também a vida, nos encontros perfeitos que esta nos proporciona; os pequenos gestos; a amizade e a família. «São estes os trunfos para que a nossa intuição esteja alerta. Sermos e estarmos felizes com as pequenas (grandes) coisas.»

No dia do casamento da Francisca e do Tiago, Matilde Alçada pôde sentir-se plenamente realizada naquilo que sempre procura na fotografia de casamentos:

A cerimónia foi mágica, com uma troca simbólica de palavras comoventes com os filhos do casal a testemunharem. Cantaram e dançaram tranquilamente o resto da tarde como sei que o farão de mãos dadas o resto da vida.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Francisca escolheu um elegante vestido Uhma, personalizou os brincos com uma criação de Vera Manzoni e fez de penas de pavão o seu bouquet, em homenagem à sua família Pavão. A maquilhagem ficou ao cuidado da Helena Coelho e a organização do casamento a cargo de RConcept Weddings.

 

Marta Ramos

Damos as boas-vindas: Ricardo Catarro Photography!

As boas-vindas de hoje são dadas ao Ricardo Catarro!

 

Ricardo Catarro adquiriu a sua primeira Reflex em 2011 e logo percebeu que o seu desejo era aprender o máximo. Desde cedo foi para o terreno testar todas as teorias e criar as suas próprias abordagens nas mais diversas áreas da fotografia. Em 2014 fotografou um casamento pela primeira vez… e desde então nunca mais parou.

Natural de Almeirim, o coração do Ribatejo, confessa-se um verdadeiro apaixonado pela fotografia, pelo cinema e pela música. Adora viajar até aos mais diversos lugares do mundo. E agradece profundamente a todas as pessoas que lhe concedem a oportunidade de partilhar os seus momentos especiais e únicos.

«Ter a oportunidade de registar e documentar um casamento é algo que me preenche, que me move e me emociona! Poder partilhar a minha visão fotográfica, o meu amor pela arte e a paixão pelo que faço é muito mais do que ser apenas um fotógrafo. É transcender de emoções as imagens que se registam, é partilhar e viver a vossa história de amor e, acima de tudo, é poder oferecer-vos a oportunidade de reviverem as emoções desse dia especial.»

 

Ricardo Catarro Photography, um novo fornecedor Simplesmente Branco

 

Para mais detalhes, consultem a ficha de fornecedor seleccionado de Ricardo Catarro Photography, onde encontrarão uma bonita selecção de imagens. E vão acompanhando as nossas publicações sobre o seu trabalho.

 

Ricardo, bem-vindo ao Simplesmente Branco!