Created with Sketch.
Susana Pinto

Um casamento rústico e uma festa maravilhosa: Rubina + Filipe

Um casamento rústico e muito descontraído era o desejo da Rubina + Filipe, e foi exactamente essa a festa que tiveram.

Tudo muito bonito, relaxado e uma festa épica que terminou com o sol já a espreitar. A acompanhá-los nesta aventura, uma mão cheia de óptimos fornecedores, muito profissionais e disponíveis, e, nas palavras dos noivos, como vão poder ler, peças fundamentais para que o seu dia fosse tão bonito e perfeito.

As fotografias são da dupla Menino conhece Menina, o vídeo, que publicámos aqui há umas semanas, e que é tão bonito que merece ser revisto, é dos Pixel, o bouquet da noiva é da Isabel Castro  Freitas e o acessório do cabelo que a Rubina usou é da Cata Vassalo. Os sapatos maravilhosos são Guava.

Não digo mais nada, que as palavras da Rubina + Filipe descrevem na perfeição o mais bonito dos dias, o deles!

Bom fim-de-semana!

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

O “sim” aconteceu em pleno deserto da Namíbia, num sítio lindíssimo chamado Dead Vlei, e estávamos no início de uma viagem por África que incluiu dormirmos com um elefante encostado à nossa tenda no Botswana, pelo que a “ficha” só caiu quando voltámos. Penso que para ambos o “sonho” começou a ganhar forma no momento em que conhecemos a Quinta da Torre e a amorosa Rocío (a dona do espaço, que foi sempre incansável), e decidimos nesse momento que queríamos uma festa ao ar livre, bem rústica e descontraída (não porque pudesse estar na moda, mas porque o espaço assim o exige).

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Gostávamos de ser uns noivos muito cool e dizer que não foi um processo de nervos e estivemos sempre muito tranquilos, mas estaríamos claramente a mentir! Sobretudo quando se organiza um casamento à distância de 5000 Km (ambos trabalhamos e residimos em Angola). Estamos naquela idade em que vários amigos nossos casaram recentemente e então chovem conselhos e dicas, o que tem aspectos positivos e negativos – de cada vez que nos perguntavam “Então, já têm isto ou aquilo?” e a resposta é “Isso é necessário?” ou “Nem tínhamos pensado nisso”, o nível de ansiedade disparava!! Sobretudo para a Rubina (que não é nada control freak). Valeram-nos os fornecedores maravilhosos que escolhemos e a nossa família e amigos que nos ajudaram tanto!

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Difícil escolher, porque apesar de ser um processo de nervos, foi um percurso que nos deu bastante prazer, ver o nosso dia a ganhar forma. Há dois que nos marcaram por terem sido totalmente espontâneos e não planeados:

o momento em que conhecemos a Quinta da Torre que não conhecíamos até então. A escolha foi instantânea – a Rubina visualizou no momento o lugar onde seria a cerimónia com o seu corredor de oliveiras e ambiente etéreo; e o clique instantâneo que sentimos com a Isabel (da Crachá Wedding Agency) e o seu bom gosto que captou tão bem aquilo que pretendíamos e que nos ajudou muito para além do “contrato”. A cada reunião (ainda que por Skype e com todas as dificuldades de rede inerentes a África) conseguia sempre surpreender-nos e deixar os nossos corações mais descansados. Como esquecer a escolha da decoração das mesas que foi feita por Facetime, nas escadas do escritório com o telemóvel apontado para o teto para conseguir melhor rede.

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

O resultado final não foi fiel à nossa ideia inicial… foi 1000 vezes melhor! Contámos com muita ajuda, não apenas da nossa família e amigos, mas também dos nossos fornecedores que foram absolutamente maravilhosos e incansáveis – escolhemos uma equipa de profissionais que se preocupa verdadeiramente com proporcionar um dia inesquecível aos noivos, e colocam “mãos à obra” para que isso aconteça. Um episódio (agora) engraçado que ilustra perfeitamente o que acabámos de referir – o local e cenário que tínhamos planeado para o corte do bolo teve que ser alterado inesperadamente uns minutos antes, e sem nos apercebermos os Pixel, os Menino Conhece Menina e os VW Pão de Forma para alugar fizeram o impossível e montaram o cenário (lindo!) que podem ver nas fotos para esse momento. E como esquecer o Rúben dos Musicbox que mesmo tendo que trabalhar no dia seguinte (se calhar não devíamos dizer isto…) nos deu as “nossas” músicas até ao último momento, enquanto esperávamos pela última pão de forma e só restávamos nós, os padrinhos e o sol já a brilhar lá no alto.

E claro, fundamental a ajuda da Crachá Wedding Agency, a quem nunca teremos palavras suficientes para agradecer. Foram todos tão brutais que até nos custa usar a palavra “fornecedores”, pois foram muito mais do que isso, foram verdadeiros companheiros. Podíamos ficar aqui horas a agradecer a todos que não seria suficiente.

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Para nós era fundamental que fosse um dia cheio de alegria, boa música e amor e mais do que isso, que todos os convidados se divertissem e sentissem quão importante era a sua presença para nós – para isso apostámos em pormenores que acreditávamos os fariam sentir bem recebidos como ter as duas carrinhas pão de forma a fazer o transporte dos convidados de e para a quinta, tínhamos protetores de saltos e chinelos para as senhoras descansarem os pés e dançarem à vontade, leques e welcome drink para ajudar a suportar o calor (estava um calor incrível naquele dia), escolhemos com muito cuidado a playlist, que o Rúben da Musicbox interpretou tão bem, etc.. Tivemos muitos convidados que viajaram grandes distâncias para estar connosco neste dia tão especial, alguns de Angola inclusive, e, portanto, quisemos retribuir essa demonstração de carinho.

Era também para nós fundamental fugir da tradicional cerimónia civil, com a leitura entediante e fria da celebração de contrato, e por essa razão queríamos imprimir um cunho pessoal e especial à mesma, e então cada um dos padrinhos e madrinhas teve espaço para dizer algumas palavras, e escolhemos com muito carinho as músicas para acompanhar as várias fases da cerimónia. No final o Filipe fez uma bonita declaração à Rubina que pôs todos os convidados em lágrimas (nem a senhora da conservatória resistiu).

O que demos menos importância foi ao cumprimento de tradições protocolares só porque sim – seguimos aquilo que para nós fazia sentido e deixámos de lado o que achámos que não acrescenta nada à festa e à experiência das pessoas.

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

Boa pergunta… Diríamos que o mais fácil, e que decidimos sem necessidade de pensar muito, foi a escolha dos padrinhos e madrinhas (o Filipe teve 3 padrinhos e 1 madrinha e a Rubina, 5 madrinhas). São pessoas muito importantes para nós, que nos acompanham há tantos anos e, portanto, não faria sentido que fosse de outra forma.

Houve ainda vários outros aspetos que foram para nós fáceis de decidir – a escolha da dupla vídeo e fotografia, neste caso os Pixel e os Menino Conhece Menina foi instantânea, unânime (importante, pois toda a gente sabe que em caso de dúvida, quem tem razão é a noiva!) e a primeira que fizemos, ainda antes de saber o local e data. Sabíamos que era esta dupla que queríamos que registasse o nosso dia. Inclusive, aconteceu um episódio caricato, porque a data que tínhamos marcado inicialmente (24 de Junho) teve que ser alterada para o dia 17 de Junho. Antes de sabermos se estariam disponíveis chegamos a ponderar – bom, se eles não estiverem disponíveis no dia 17, mudamos de videógrafos e/ou fotógrafos, ou mudamos o sítio? Acho que nem eles sabem isso, portanto será uma surpresa para eles. A escolha da cabeleireira também foi muito fácil para a Rubina, pois a Carla e a Paula do Ixia Salon, são a quem confia o cabelo há vários anos e como sempre, acertaram em cheio. Aliás, nem se tratou de escolha, porque na verdade nem sequer colocou outra hipótese.

O mais difícil e tal como esperávamos, pois foi unanimemente referido nos inúmeros conselhos e dicas dados pelos amigos recém-casados referidos anteriormente – o temível plano de mesas!!! Temos que admitir, fazer isto na semana que antecede o casamento, com os nervos em franja foi a pior experiência na organização do casamento.

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Ufa… difícil de decidir! Toda a cerimónia civil foi muito emotiva (a generalidade das senhoras queixou-se imenso porque ficou logo com a maquilhagem arruinada) – os discursos dos padrinhos e madrinhas, o discurso do Filipe, o momento do “sim”. No entanto, não podemos deixar de referir o discurso (mais um) que o Filipe fez para “as mulheres da vida dele”, em especial a avó, durante o jantar. Foi um momento muito especial e que toda a gente presente leva também na memória, de certeza.

Foi o que nos deixou de coração cheio no final do dia e sempre que o recordamos – sentir que todas as pessoas presentes estavam genuinamente contentes por nós e elas próprias de coração cheio também. Foi de facto um dia de muito amor partilhado com as pessoas que mais significam para nós.

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

E o pico de diversão?

Acho que não conseguimos escolher um pico. Foram tantas as surpresas boas que os nossos amigos nos preparam –  a Rubina teve direito a um mini concerto de originais preparados pelas madrinhas (recordando o hobby de adolescência que partilharam, de pegar em músicas conhecidas e alterar-lhes as letras), os nossos amigos da faculdade preparam um vídeo à lá “How I Met Your Mother” a caricaturar a nossa história, a nossa entrada no jantar com os padrinhos e madrinhas, a dançar ao som de “Kids” dos MGMT… Acho que é impossível escolher só um momento… isso é bom, não é?

 

Um pormenor especial…

Como lembrança aos convidados, decidimos oferecer uma peça de artesanato feita por crianças de uma favela do Quénia, que estão inseridas num projeto fundado por uma jovem de Amarante (a terra natal do Filipe) e que se chama Há Ir e Voltar. Pela nossa ligação evidente a África (estamos cá há 5 anos), sempre soubemos que queríamos ajudar uma instituição de cá – ainda tentamos procurar em Angola, mas como não tínhamos garantia que o donativo chegasse a quem devia, decidimos pelo Há Ir e Voltar, pois o Filipe conhece a Diana (fundadora do projeto) e sabemos a paixão que ela emprega à causa. Não podíamos pedir melhor garantia do que essa. A melhor parte – tivemos vários convidados que após o casamento nos contactaram a pedir os dados do projeto para poderem efetuar donativos individuais!

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Esta é a pergunta mais fácil de responder – não mudávamos nada!

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Planeamento, planeamento, planeamento… Acho que esta é a chave para gerir nervos. Aceitem toda a ajuda que vos oferecerem e a que possam recorrer. O conselho mais importante de todos – no dia esqueçam tudo o que pode correr mal e desfrutem muito! É um dia tão inesquecível e cheio de amor, rodeado pelas pessoas de que mais gostam, que não o devem desperdiçar a tentar controlar todos os pormenores. Acreditem nos profissionais que escolheram, que corre tudo bem!

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na QUinta da Torre, com fotografia de Menino conhece Menina

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: Anita Geraz;

local: Quinta da Torre – Lanhelas;

catering: Maria José Pinho Catering;

bolo: Ameadella Pastelarias;

fato do noivo e acessórios: Prassa;

vestido de noiva, sapatos e acessórios: vestido Rosa Clara, sapatos Guava, tocado Cata Vassalo;

maquilhagem: Marlene Vinha, Pretty Exquisite Image Consulting;

cabelos: Ixia Salon;

bouquet: Isabel Castro Freitas Arte Floral;

decoração: Cracha Wedding Agency;

ofertas aos convidados: peças de artesanato do projeto Há ir e Voltar;

fotografia: Menino conhece Menina;

vídeo: Pixel;

luzes, som e Dj: Musicbox Porto e Quarteto Pop;

babysitting: SoAnimarte;

transporte convidados: VW Pão de Forma para alugar.

Save

Susana Pinto

Casamento rústico na Quinta de Sant’Ana: Emily + Nuno

Um casamento rústico é sempre perfeito neste cenário de outono gentil e quentinho. A festa da Emily + Nuno, vindos de Londres para a Quinta de Santana, juntou uma mão cheia de fornecedores seleccionados do Simplesmente Branco e o resultado é, claro, impecável.

As fotografias são do Rui Gaiola, que assina como Golden Days Wedding Photography, a maquilhagem da noiva ficou por conta da Kabuki Makeup by Rita Amorim e o bouquet orgânico é a GreenPic’k.

Segue a festa, e uma ideia para pensar: o discurso, um hábito tão formalmente anglo-saxónico e emotivo, que nos passa ao lado a nós, calorosos latinos de gema. Uma curiosa contradição, que este casal de ambas as origens resolveu na perfeição, de forma memorável e muito especial!

Vamos espreitar?

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

When the answer was “yes!”, how did you imagine your day?

I saw Quinta de Sant’ Ana on Pinterest right around the time we got engaged, and knew right away it was the place. Wedding plans got put on hold for a year as we went backpacking around Asia, but as soon as we got home I contacted the venue and straight away booked it. We didn’t look at any other venues as I couldn’t imagine it taking place anywhere else. The lush green vineyards, vibrant yellow walls, white doves and endless wine were hard to beat – luckily Nuno agreed!

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Did you feel prepared or was it a nerve-racking journey?

I was quite relaxed throughout the planning process. Ann and everyone was wonderful and made everything super easy. There was a lot of updating and sending back and fourth of excel spreadsheets, but it all came together smoothly.

 

At what point in the wedding planning did you feet, “this is for real”?

I always felt I was planning someone else’s wedding up until the night before, when all our friends and family arrived together in the beach town of Ericeira – where we decided to be based. We were lucky to have those who love us come from all over the world, so it was a surreal experience to finally see everyone’s faces all in one place!

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Is the result true to the initial ideas or is it very different? Did you have any help?

We didn’t go into the planning with any specific vision, but the end result was better than we could have every imagined. So many people remarked that it was the best wedding they had every attended. From the celebratory chapel bells, wine tasting in the cellar, exceptional waiter service and beautiful organic floral arrangements, it was all a dream come true.

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

What was fundamental to you? And unimportant?

It was really important to me that everyone had a great time – so an open bar was necessary! Coming from two different cultures, there were some differences in expectations for the day – but the food and drinks were always priority for us both. We were not so worried about a particular colour scheme or theme and chose mostly neutral/natural tones to keep things clean and fresh. It was important for me to have soft candle lighting during the dinner, which the venue achieved well with interwoven greenery.

 

What was the easiest? And what was more difficult?

Deciding we wanted to get married in Portugal was definitely the easiest decision, as we couldn’t chance the London rain and you can’t beat the Portuguese sun! However, on the day, an unexpected heat wave and 40 degree temperature made the outside ceremony quite a challenge…!

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

What was the sentimental peak of your day?

The speeches were undeniably the peak for me. It was the first moment I felt as though I was able to sit back, relax and take in the day. My father passed away when I was very young and my brother made an incredible speech in his place – acknowledging the fact that we had chosen to marry on father’s day. The Portuguese do not traditionally do speeches like we do in England, and as a surprise my brother did half of the speech in Portuguese. It was such an amazing moment that bridged the two cultures – everyone was crying, standing and clapping by the end!

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

And the peak of fun?

I really loved the cake cutting. The fireworks and champagne really signified the start of the party!

 

Now that it has happened, would you change anything?

I would ensure to make more time for myself in the lead up to the day. It is so important to be relaxed and calm so you can really take everything in and remember it all. Our favours could have been better – we left it until the last minute, and although the tequilla bottles were a hit, due to the extreme heat all of the chocolate Portuguese tiles melted and turned into liquid!

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Some words of advice for upcoming brides …

Don’t stress over the small details!! Someone gave this advice to me before the day, and having now gone through the experience I couldn’t agree more. The day flies by and you will hardly notice them – and neither will anyone else!

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Our selected vendors:

 

invitations, graphic materials and favors: bride & groom;

venue, decor, catering and cake: Quinta de Sant’Ana;

groom apparel and accessories: Hugo Boss;

wedding dress and shoes:  dress by Vera Wang and shoes ASOS;

makeup: Kabuki Makeup by Rita Amorim;

hair: Kerry Forster, the bride’s aunt;

bouquet: GreenPic’k;

photography: Golden Days Wedding Photography;

cinematography: Bruno Costarelli;

lights, sound and Dj: Rui Franjas.

 

Save

Save

Susana Pinto

Casamento rústico no Douro: Inês + Gonçalo

Um casamento rústico no Douro é a melhor forma de fecharmos o doce Setembro, brindando com um delicioso Porto cor de rubi ao Outono que chega de forma suave e luminosa.

Hoje partilhamos o bonito casamento da Inês + Gonçalo, na Quinta da Pacheca, fotografado pela dupla Arte Magna. Relaxados, donos do seu dia e do seu compasso, contam-nos que isto tudo afinal é facil e tranquilo – uma excelente atitude e um brilhante e muito contagiante ponto de vista! Descomplicar é um dos ingredientes, ter as ideias claras e arrumadas é outro. Depois, é só deixar fluir, porque este é, com certeza, o mais bonito dos dias!

Tomem nota das lembranças para os convidados – não aparecem nas imagens, mas são dos nossos especialíssimos parceiros Operação Nariz Vermelho. Saibam tudinho sobre isto na nossa página dedicada a este assunto!

Bom fim-de-semana!

 

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

O nosso dia tinha que ser num sítio que nos dissesse muito, o Douro, rodeados da família e amigos mais próximos, onde não podia faltar diversão, amor e felicidade!

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Zero nervos! Foi um processo muito natural. O sim foi apenas o celebrar do amor e motivo para uma festa, já temos 9 anos de vida em comum!

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Organizar um casamento é muito mais fácil do que se pensa. O pedido de casamento foi no dia 25 de Dezembro de 2016 e em menos de 6 meses casámos. Logo de início tinhamos uma ideia muito clara do que iria ser o nosso dia, e superou claramente as nossas expectativas!

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

Fizemos tudo sozinhos e foi realmente ao encontro das nossas ideias e gosto pessoal. Tínhamos uma selecção de fotos desde os convites, passando pelo vestido, flores, mesas e afins. E foi só afinar um ou outro pormenor. Queríamos uma decoração muito simples, dentro dos verdes e brancos, afinal “less is more.”

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Fundamental era, sem dúvida, a diversão! Queríamos um casamento descontraído e não muito protocolado, mas há coisas às quais não podemos fugir. Restringimo-nos apenas ao fundamental, o que não era importante não fez parte da festa.

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

Mais fácil foi dizer o sim…! O mais difícil foram os 42.5º que se fizeram sentir no dia!

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Foram alguns… a chegada a pé com o meu pai, o caminho até encontrar os olhos do Gonçalo, ter que o fazer com os nossos sobrinhos ao colo, porque queriam o colo da titi e do bubu, o texto lido pelos nosso Joões, e ver toda esta emoção a transparecer para os convidados.

 

E o pico de diversão?

O baile! Não saímos um minuto sequer da pista!

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Um pormenor especial…

O Siza, no convite, desenhado pelo Gonçalo (o nosso coelho anão de estimação!). A árvore com as fotografias de casamento dos convidados.

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Nada de nada. Nesse dia estamos sempre tão ocupados que não nos apercebemos do que podia ser mudado ou melhorado, mas pelo que os convidados nos dizem correu tudo muito bem, apenas só uns graus a menos na temperatura!

 

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Foi um dia único desde que acordámos um ao lado do outro, até ao momento em que fomos dormir. Aproveitem o dia, que passa a correr, vivam a festa! Não se preocupem com pormenores, e divirtam-se ao máximo. Se estiverem rodeados das pessoas certas e de quem mais gostam, tudo vai dar certo. É um dia mágico!

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Casamento rústico no Douro, na Quinta da Pacheca, com fotografia de Arte Magna

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: Maria Pipa;

espaço, decoração, catering e bolo: Quinta da Pacheca;

fato do noivo e acessórios: Hugo Boss;

vestido de noiva e sapatos: vestido Joana Castro, sapatos Zilian e jóias de família;

makeup e cabelo: Matriz by Rita Azevedo;

bouquet: Estrelícia Flores;

ofertas aos convidados: Operação Nariz Vermelho;

fotografia: Arte Magna;

vídeo: Tiago Carvalho Videografia;

luzes, som e Dj: Dj Mário Kitty.

 

Save

Susana Pinto

Casamento vintage em Lisboa: Eliana + Alejandro

Esta semana trazemos um casamento vintage transatlântico: Eliana + Alejandro, vindos de Nova York, escolheram Lisboa para casar.

Foi uma festa intimista, muito relaxada e belíssimamente retratada pelo Miguel Ribeiro Fernandes. Os sorrisos são contagiantes!

Os noivos relembram o dia de forma telegráfica, mas imagens preenchem as palavras que faltam. Foi muito bonito!

 

Bom fim-de-semana!

 

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

When the answer was “yes!”, how did you imagine your day?

Intimate, loving day shared with our closest family and friends.

 

Did you feet prepared or was it a nerve-racking journey?

We felt stress free thanks to the wonderful wedding venue staff, photographer, videographer, and makeup artist. We did not have to move a finger on our special day. We were truly blessed.

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

At what point in the wedding planning did you feet, “this is for real”?

Bride: When my father entered my room, ready to walk me down to the chapel.

Groom: When I saw my beautiful bride walk down the aisle.

 

Is the result true to the initial ideas or is it very different? Did you had any help?

The result was fantastic! We could not have dreamt a better outcome. It was the most beautiful wedding and our family and friends loved it.

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

What was fundamental to you? And unimportant?

Fundamental: an intimate small wedding, and to not have to plan much. We wanted an all-inclusive venue and we did not really want to worry about the details. We fully trusted our vendors and wedding venue staff to do what they felt was best, using our ideas. Unimportant: we did not really care for being demanding or exacting in the ideas we had for the wedding. We just wanted a vague idea of color theme and decorations.

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

What was easier? And what was more difficult?

The whole planning process was super easy. The difficult part was communication via email with the wedding venue since we are from the United States. It took weeks sometimes to get e-mails replied to. In the end though, communication was really good.

 

What was the sentimental peak of your day?

When we were saying our vows to each other in front of our family and friends during our church ceremony.

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

 

And the peak of fun?

Our self-choreographed first dance as wife and husband. It was a blast!

 

A special detail…

Having our wedding vows secretly recorded on microphone during the wedding ceremony. It was truly a special thing to be able to hear them again in our wedding video! Thank you Miguel (our photographer/videographer)!

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Now that it has happened, would you change anything?

Nothing! It was truly perfect for us.

 

Some words of advice for upcoming brides…

Do not stress over fine details. In the end, it is about you and your husband. Enjoy every single second of the wedding day because if flies!

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Casamento vintage em The Quinta, com fotografia de Miguel Ribeiro Fernandes

 

Fechamos em movimento, com o vídeo deste bonito casamento:

 

 

 

Os fornecedores seleccionados:

 

convites e materiais gráficos: My Wedding Online;

espaço, catering, bolo dos noivos, decoração, bouquet de noiva e DJ: The Quinta – My Vintage Wedding Portugal;

fato do noivo: JcPenney;

vestido de noiva: Bridal Galeria;

makeup e cabelo: Débora Makeup Artist & Hair;

lembranças para os convidados: my groom’s mother hand made our wedding favors;

fotografia e vídeo: Miguel Ribeiro Fernandes.

 

Save

Save

Save

Susana Pinto

Um casamento rústico e elegante: Joana + André, na Quinta do Hespanhol

Fechamos a semana com um casamento rústico e elegante, acabadinho de celebrar! É a festa da Joana + André, que aconteceu no fim de Julho, na bonita Quinta do Hespanhol. As belíssimas fotografias são da dupla D10Photo, ambos fornecedores escolhidos aqui na nossa lista seleccionada.

A festa destes noivos queria-se rija, como os próprios a descrevem e só podemos imaginar o fantástico dia que foi: a energia dos sorrisos, desde as primeiras imagens até mesmo ao fim, é contagiante!

Fiquem com a estória do mais bonitos dos dias, contada pela Joana + André. É tudo tão bonito…!

Bom fim-de-semana.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

O nosso dia só começou a ser planeado e idealizado cerca de dois meses depois do “sim”. Creio que estávamos ainda a viver o facto de estarmos noivos, que é um “estado” que adorámos, principalmente a Joana, apanhada totalmente de surpresa!

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Retrato fine art do noivo, a preto e branco, por D10Photo

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Sentíamo-nos totalmente preparados para o casamento, ambos não tínhamos dúvidas que era um passo que nos faria muito felizes e que fazia sentido celebrar o amor e a união que ja tínhamos. Os preparativos trouxeram alguns nervos, muitos serões, muitas gargalhadas, momentos inesquecíveis e, não vou mentir, alguns arrufos.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Já depois de termos escolhido o espaço onde se iria realizar a festa, fomos ao showroom de decoração onde escolhemos o tema e vimos vários “corners” de diferentes decorações, todo o espaço arranjado e preparado para festa e ficámos completamente deslumbrados. Com o verdadeiro sentimento “é mesmo isto”.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Bouquet de noiva orgânico com ramos de oliveira, peónias e rosas de jardim

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

No dia seguinte ao casamento comentámos precisamente que o nosso dia superou, em tudo, quaisquer expectativas que tivéssemos. Correu tudo ainda melhor do que idealizámos.

As preciosas madrinhas e padrinhos dos dois ajudaram nas atividades e na logística das mesmas e as mães na bricolage dos presentes para os convidados, missais, cones de flores e afins.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Fundamental era ser o que usualmente chamamos uma “festa rija”, os dois adoramos dançar, comer, beber, conversar sem pressa… E, principalmente, dividir o que nos une com a nossa família e amigos mais próximos. Queríamos uma festa onde nós e os convidados nos sentíssemos em casa e foi realmente isso que aconteceu.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

Encontrar um espaço que preenchesse alguns requisitos que já tínhamos idealizado e adequar com critérios como disponibilidade e preço e também a escolha dos fotógrafos, mas quando encontrámos a Quinta do Hespanhol e a D10PHOTO foi uma escolha fácil que também nos facilitou a organização e, neste caso, a captura perfeita de tudo o que vivemos e organizámos.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Não conseguimos eleger um, a entrada na igreja é sempre um momento inesquecível e super intenso, envolve muitas emoções e um pai, uma filha e um genro com os nervos à flor da pele. Um misto de ansiedade, expectativa e felicidade que culmina com algumas palavras ao ouvido um do outro que guardamos para sempre.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico  e elegante na Quinta do Espanhol

 

E o pico de diversão?

Podemos dizer que tivemos muitos momentos divertidos mas, por unanimidade, o pico foi o “jogo do sapato” elaborado pela madrinha e pelo padrinho do André, as perguntas e a sincronização com que respondemos, segundo os convidados, foi hilariante.

 

Retrato dos noivos fine art a preto e branco, por D10Photo

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Retrato dos noivos, por D10Photo

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Retrato fine art dos noivos a preto e branco, por D10Photo

 

Um pormenor especial…

Contratámos uma bailarina profissional para nos coreografar a dança de abertura que foi uma compilação de bachata e merengue, adorámos os ensaios e a construção do que foi um grande momento do nosso dia. Não podemos deixar de mencionar a emoção e surpresa ao ouvir o discurso e as músicas cantadas ao vivo por um grande e talentoso amigo, também.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Não sabemos se não criámos grandes expectativas ou se tivemos tão atarefados a dividir-nos entre os nossos empregos e a organização de tudo que não nos deixou tempo para imaginar realmente como seria, que estamos até hoje com o sentimento “foi simplesmente fabuloso”.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Embora seja clichê, é mesmo verdade, tentem aproveitar cada momento desde o noivado, o 1º dia dos preparativos e escolhas até cada minuto do dia tão sonhado. Embora queiramos sempre agradar a toda a gente, devemos pensar nisso apenas até ao dia anterior ao casamento. No dia do casamento é importante desfrutarmos de todos os momentos e não pensar na logística, nos pormenores, nos horários. Uma organização minuciosa e as tarefas delegadas previamente, tornam o dia muito mais simples e os noivos vão estar muito tranquilos para viverem a festa.

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

local, catering, bolo e decoração: Quinta do Hespanhol;

fato do noivo e acessórios: Hugo Boss

vestido de noiva e sapatos: Pronovias; Ourivesaria Rolim;

maquilhagem: Miguel Stapleton;

cabelos: Esmeralda Roque;

bouquet: Flow by Marta Ivens Ferraz;

fotografia: D10PHOTO;

luzes, som e Dj: Gonçalo Ferro.

 

Save

Susana Pinto

Um casamento rústico lindamente descontraído: Filipa + Hugo

Em Setembro, o calor permanece e a luz é ainda mais dourada. O casamento rústico e docemente descontraído da Filipa + Hugo, na Ericeira, ilustra e confirma lindamente esta ideia.

Cores quentes e ricas, pontos de luz estategicamente colocados e uma decoração escolhida com muito gosto são a base deste casamento bonito, à imagem dos noivos, que sonhavam com uma festa descontraída, ao seu ritmo e gosto, mesmo com ideias desalinhadas dos habituais formatos.

O caminho até ao mais bonito dos dias fez-se com o profissionalismo impecável da Wedwings, wedding planner recomendada pelo Simplesmente Branco. Os convites e materiais gráficos ficaram por conta da In Love Unique Moments, o vestido leve da Filipa foi comprado na Vestidus, e as lembranças para os convidados são da Operação Nariz Vermelho, nossos queridos parceiros.

Uma mão cheia de boas escolhas, para um resultado tão bonito!

Sem mais demoras, votos de um óptimo fim-de-semana e deliciem-se com esta bela festa!

 

 

Vestido de noiva Rembo Styling na Vestidus

 

 

Vestido de noiva Rembo Styling na Vestidus

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Imaginámos, desde início, um casamento diferente, que fugisse ao “tradicional”.

Queríamos um casamento informal, com ambiente rústico, ao nosso gosto, e que não tivesse obrigatoriamente de seguir o protocolo a que estamos habituados nos casamentos.

Basicamente, queríamos um ambiente descontraído, mais familiar, que reflectisse o que somos como casal.

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Houve alguns nervos! Julgamos que no início ninguém está bem preparado para o casamento, existem sempre muitas ideias e pormenores para pensar e pôr em prática e que não queremos que falhem. Depois, hoje em dia, as fontes de inspiração são imensas e praticamente sem limite, o que torna ainda mais difícil fazer uma selecção e obter um fio condutor (desde a decoração, a convites, lembranças, etc).

Sabíamos, que como queríamos um casamento diferente, iriamos ter dificuldades em conseguir passar o que imaginámos para a realidade, também por isso optámos por procurar a ajuda de uma wedding planner, alguém com experiência que nos guiasse pelo caminho e nos aconselhasse às melhores decisões, e que pudesse reduzir os nervos e que nos ajudasse a tornar o nosso dia de sonho em realidade.

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Os momentos mais marcantes talvez tenham sido aqueles que para nós fugiam mais à regra do que é normal, mas que definiam aquilo que pretendíamos do casamento. Desde a escolha da quinta, que por si só já ia ao encontro do ambiente rústico que pretendíamos, passando pelo dia em decidimos que a cerimónia seria feita à nossa maneira, com um guião escrito por nós, mais simbólica e menos formal, de forma descontraída, e celebrada por um familiar, quando escolhemos o vestido e o fato… enfim, acabámos por ter vários momentos “é mesmo isto” ao longo da organização!

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

O resultado acabou por ir ao encontro do que tínhamos imaginado e em alguns pontos até superou as expectativas, muito graças à ajuda da wedding planner que fomos tendo ao longo da organização.

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

O mais importante para nós era que o casamento no seu todo fosse ao nosso gosto e não segundo o casamento-tipo que está padronizado, e que todas as pessoas se sentissem integradas no casamento. Por querermos um ambiente mais descontraído não era fundamental para nós tirarmos aquelas “fotografias-tipo” com os nossos convidados, no entanto no fim acabámos por tirar, tal foi a insistência!

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

Por incrível que pareça, a escolha do vestido da noiva foi o mais fácil, mas por sua vez a escolha do laço do noivo foi o mais difícil!

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

O “first look” e cerimónia, com os discursos dos padrinhos e dos pais e a troca de votos, sem dúvida.

 

E o pico de diversão?

Foi na altura da dança dos noivos, que mesmo com erros por causa dos nervos acabou por ser divertida, assim como quando fomos chamar os convidados para dançar.

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Um pormenor especial…

Não conseguimos apontar só um, porque tivemos alguns pormenores que para nós foram especiais.

Como queríamos uma cerimónia mais intimista, direccionada para nós, e celebrada por uma pessoa especial, escrevemos um guião e a cerimónia foi celebrada por um primo nosso, com discursos dos padrinhos e dos pais.

Os casaquinhos das meninas das alianças foram tricotados pela minha avó.

Tivemos uma fingerprint tree, uma espécie de livro de visitas, em que os convidados colocavam a sua impressão digital no lugar das folhas de uma árvore (que foi pintada por um amigo).

Montámos um bar de pipocas, com as melhores pipocas de sempre! Um segredo nosso mas que quisemos partilhar com todos e que todos adoraram.

Colocámos à disposição dos convidados mantas quentinhas, porque o final do dia, na Ericeira, está sempre mais fresquinho.

Por fim, tenho que falar da gambiarra de luzes que estava a decorar a sala de jantar. Sempre imaginámos a decoração com esse pormenor. Foi difícil, quase impossível, mas a Rita Soares Alves arranjou uma solução e fez-nos uma surpresa!

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Existem sempre coisas que gostaríamos de mudar, mas são pormenores que só nós reparamos. Se pudéssemos mudar alguma coisa seria talvez a hora de início da cerimónia, para uma hora mais cedo, ou a hora do jantar, para uma hora mais tarde, uma vez que tivemos um atraso.

 

Naked cake rústico com flores naturais

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Decoração de casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Organizar um casamento não é fácil, mas na grande maioria dos momentos, é muito divertido. Se puderem contratem alguém que vos ajude, porque assim é mais fácil tirarem partido de todo o processo!

Como vão perceber, a ideia inicial nem sempre é a que fica, mas acreditem que a final é sempre melhor! Não tenham medo de ceder em alguns assuntos, existem coisas que só nós reparamos e que passam ao lado dos convidados.

Mantenham-se fiel a vocês! Esta, para nós, foi a parte mais difícil, mas também a mais importante! As sugestões são muitas e das mais variáveis fontes (família, amigos…) e é difícil tentar agradar a todos! Esqueçam, isso não é possível! Mesmo que fizessem tudo como os outros dizem, há sempre alguém que vai torcer o nariz! Não liguem, faz parte! O melhor que têm a fazer é dar o “peito às balas” e fazerem do dia do casamento, o vosso dia! Como vocês desejam, mais tradicional ou mais alternativo, mais ou menos formal, com cerimónia religiosa ou simbólica, como vocês quiserem! Porque assim, e independentemente das críticas, vão poder lembrar o vosso dia, como sendo vosso e como vocês o imaginaram!

No final, o que importa é que estejam (e sejam) felizes!

E acreditem, a parte mais chata do dia do casamento é que passa demasiado depressa!

 

Bouquet de noiva rústico com cores de outono

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Casamento rústico na Ericeira com wedding planning de Wedwings

 

Lembraças para os convidados da Operação Nariz Vermelho

 

Bouquet de noiva com cores de outono

 

Os fornecedores envolvidos:

 

wedding planning e decoração: Wedwings by Rita Soares-Alves;

convites e materiais gráficos: In Love Unique Weddings;

local: Quinta dos Leitões;

catering: Morgadio Real;

bolo dos noivos: Susana Pinto Sweet Stylist;

fato do noivo e acessórios: fato, colete e camisa Ted Baker, laço  Mrs. Bow Tie;

vestido de noiva e sapatos: vestido Rembo Styling, na Vestidus e sapatos Rachel Simpson;

maquilhagem: Kitchen Make-up Boutique;

cabelos: Grace Hair & Beauty;

bouquet e flores: Flow;

lembranças para os convidados: Operação Nariz Vermelho;

fotografia e vídeo: Luisa Starling;

luzes, som e Dj: MCK – Animação e Produção de Eventos; Rancho Folclórico da Murgeira, Mafra.

 

Save

Save

Susana Pinto

Um casamento campestre e intimista: Inês + Manuel

E regressamos!

Abrimos a nossa agenda de publicações com um casamento campestre, doce e feito de conforto bonito, porque estas duas coisas podem andar de mãos dadas, como a Inês + Manuel vos irão demonstrar. As fotografias são da Adriana Morais e a pista de dança – o principal elemento da festa deste descontraído casal, esteve a cargo dos sempre profissionais Jukebox. Quanto se junta a fome com a vonta de comer, só pode resultar uma festaça cheia de animação!

Abrimos então a porta devagarinho, espero que tenham gostado da selecção de revistas de noivas em formato digital que publicámos no querido mês de Agosto para vos inspirar em modo non stop.

 

Fiquem então com o casamento campestre da Inês + Manuel, no Rio do Prado. Atentem nas belas sandálias vermelhas, no bouquet fofinho e nas palavras sábias.

Bom fim-de-semana!

 

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Retrato do noivo, por Adriana Morais Fotografia

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Na verdade, na altura nem sequer nos veio à cabeça como seria o dia do casamento. Ficámos semanas com um sorriso permanente no rosto, e a aproveitar o momento. Mas quando começámos a pensar mais a sério no casamento, já tínhamos uma ideia de que queríamos.

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Sapatos de noiva vermelhos

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Foi relativamente calmo, pelo menos no que diz respeito ao nosso conforto com a decisão. Já estávamos juntos há alguns anos, já vivíamos juntos também e o casamento foi um passo natural para os dois.

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Bouquet de noiva com peónias brancas e rosas

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Foi logo na visita ao local. Estivemos bastante tempo à procura, corremos vários sítios pois tínhamos algo de muito específico na cabeça. Queríamos um evento intimista, e como tal um espaço que fosse acolhedor. Não queríamos nada muito over the top, pelo que o espaço tinha que ter um charme muito próprio, que desse para, com poucos adereços e decoração minimalista, se tornar especial e “nosso”.

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Penteado de noiva com flores naturais

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

Ficámos bastante satisfeitos com o resultado. Como referido anteriormente, tínhamos já uma ideia relativamente definida do que pretendíamos, e a organização do espaço foi sempre bastante proactiva e ajudou a limar as arestas que faltavam.

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

 

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Fundamental mesmo era a presença das pessoas próximas de nós e com quem queríamos partilhar o momento. Quisemos que o evento reflectisse isso de alguma forma. Não foi um casamento particularmente grande e quisemos fazer questão que todos se sentissem envolvidos na festa e passassem um dia feliz connosco. Depois somos ambos fãs de música, com gostos bem definidos, pelo que passámos algum tempo a fechar a playlist. O resto foi-se resolvendo “sozinho”.

 

decoração de casamento campestre no Rio do Prado

 

Decoração de casamento campestre no Rio do Prado

 

Decoração de casamento campestre no Rio do Prado

 

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

Mais difícil sem dúvida foi encontrar o espaço. Estivemos quase um ano à procura até conseguir encontrar um sítio que achássemos perfeito. Já estávamos quase a desistir dessa ideia meio romântica quando encontrámos o Rio do Prado. Mas foi mesmo perfeito.

Mais fácil terá sido a organização do evento em si. O espaço tem um catering prório bastante bom, e a equipa ajudou bastante na decoração, inclusivamente a criar peças próprias para o evento, o que reduziu bastante o número de intervenientes e facilitou muito a organização.

 

Retrato dos noivos com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Retrato dos noivos com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

 

Retrato dos noivos, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Retrato dos noivos

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Não querendo cair no clichê, mas… sem dúvida os votos, que foram escritos por cada um de nós. As pessoas preparam-se e mentalizam-se, mas ouvir em voz alta, num momento como aquele, não tem preparação possível!

 

E o pico de diversão?

Difícil de dizer. Como o casamento foi mais intimista, com relativamente poucas pessoas, conseguimos estar sempre próximos dos nossos convidados, toda a gente estava envolvida na festa durante o evento todo. Mas vamos dizer a primeira dança (até porque não podíamos desperdiçar todo o treino que tivémos!)

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Naked cake em casamento campestre no Rio do Prado com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Um pormenor especial…

Casamos no aniversário do pedido de casamento, que é também o nosso aniversário de namoro. Não dava mesmo para ser mais especial, este dia.

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Do dia em si nada! Mas se repetíssemos, não iríamos passar a semana anterior ao casamento tão stressados com todos os pormenores, e aproveitaríamos ao máximo o build up de um momento que foi perfeito em todos os sentidos.

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Casamento campestre no Rio do Prado, com fotografia de Adriana Morais Fotografia

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

O dia de casamento é o VOSSO dia, mais do que qualquer outro que venham a viver. Toda a gente vai ter uma opinião, desde os amigos à família, e por vezes é difícil não nos deixarmos influenciar, mas não deixem de seguir as vossas ideias e não abdiquem de fazer do vosso casamento aquilo que desejavam, idealizavam e sonhavam!

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: João Pereira

local, catering e decoração: Rio do Prado

bolo: Teresa Henriques Cake Design

fato do noivo e acessórios: Hugo Boss

vestido de noiva e sapatos: vestido Pureza de Mello Breyner; sapatos H&M

maquilhagem: Mafalda Belo Maquilhadora

bouquet: Florista Lena das Flores

ofertas aos convidados: Casa Paciência

fotografia: Adriana Morais Fotografia

vídeo: Vítor Gordo

luzes, som e Dj: Jukebox

 

Save