Created with Sketch.
Susana Pinto

Bolo dos noivos, sapatos de noiva e um belo bouquet: um trio perfeito!

Esta semana, o trio do bolo dos noivos, bouquet de noiva e sapatos de noiva tem um vibe mais futurista e original: todas as escolhas são, de certa forma, inesperadas, mas postas no contexto certo, tudo flui lindamente e com muita graça e elegância.

Ora vamos a isto: que tal uns chinelinhos prateados, a fazer de sapatos de noiva? Para um casamento muito descontraído, talvez até de praia, vestido leve e muito boémio, chiffon ou organza, e um fantástico verniz colorido, cor de morango, como este Rouge Essentiel da Chanel.

Daqui para o bolo dos noivos, continuamos neste caminho de escolhas inesperadas: que tal um bolo individual? Estas pequenas delícias são feitas de mousse de baunilha e framboesas… Têm só um ar espectacular, verdade…?

Não deixem de espreitar a receita e as restantes imagens (porque por dentro é às camadas de bolacha, geleia e creme), a sofisticação desta pequeno bolo branco é absoluta!

Fechamos com um belo bouquet de noiva com peónias vermelhas (as minhas favoritas)e  brancas, anémonas vermelhas e ranúnculos vermelhos e brancos – uma explosão de vermelho em branco com variações nas formas, tamanhos e texturas… Se grandes contrastes vos parecem uma coisa excessivamente intensa, este bouquet de noiva é a prova que, bem feito, tudo pode funcionar lindamente.

É glorioso, uma festa  nas mãos!

 

Bolo dos noivos com framboesas e baunilha

 

Chinelos de noiva rasos e prateados

 

Boquet de noiva com peónias vemelhas e anémonas

 

Branco, vermelho e prateado: uma combinação futurista, inesperada e tão interessante!

De cima para baixo, bolo dos noivos em versão individual, feito de mousse de baunilha com framboesas, via Hint of Vanilla; chinelos de noiva, prateados e rasos, Mango, por 9,99 euros (em saldos!); bouquet de noiva orgânico com peónias, ranúnculos e anémonas, de Green Lion Design, via Style me Pretty.

 

Para acompanhar estes nossos trios perfeitos que publicamos todos os domingos, basta que sigam as nossas etiquetas (a partir da homepage) ou aqui no topo do artigo: sapatos e sunday shoes; cake! e bolo; bouquet e um belo bouquet.

Bom domingo!

 

Susana Pinto

Casamento na Quinta d’Arrochada: Joana + Diogo

Hoje temos para vos mostrar o dia bonito da Joana + Diogo, na Quinta d’Arrochada, e que bonito que é.

Há um sorriso doce na cara da Joana e uma cumplicidade táctil no olhar dos dois que nos deixa de coração quentinho – não é preciso uma festa épica para que o dia do vosso casamento seja memorável.

O que faz isso, verdadeiramente, são todas as emoções partilhadas, o amor nos olhos e junto à boca, a cada palavra, a cada abraço, a cada olhar.

Os convites, detalhes bonitos e decoração floral ficaram a cargo de A Pajarita, fornecedora seleccionada do Simplesmente Branco, sempre com um olhar muito feminino e delicado sobre todos os detalhes.

Ora espreitem (e tenham um óptimo fim-de-semana!):

 

 

 

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Quando a resposta foi sim, só conseguimos imaginar que nos aguarda uma vida repleta de momentos mágicos e inesquecíveis. O nosso dia foi apenas um deles. Cheio de amor, felicidade, família e amigos e a chuva do São Pedro para abençoar!

 

 

 

 

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Não podíamos estar mais calmos. Fizemos tudo com tempo e pensámos bem naquilo que queríamos. Organizámos tudo e vivemos a nossa contagem decrescente sem grandes preocupações, ansiosos por vivermos o nosso dia.

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Quando escolhemos o vestido e o fato foi quando tivemos mesmo aquele clique do “isto vai mesmo acontecer!”.

 

 

 

 

 

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

Acho que teria sido impossível termos vivido e aproveitado tão em pleno o nosso dia sem ajuda. As nossas famílias e amigos ajudaram-nos e apoiaram-nos muito. Mas, a Alexandra Barbosa, d’A Pajarita foi a ajuda principal! Toda a decoração e estacionário foram feitos por ela e não podia ter sido mais perfeito. Ela conseguiu transpor no seu trabalho, os nossos gostos e a nossa forma de estar na vida. Por outro lado, a Goreti e o Júlio, donos da Quinta d’Arrochada, foram incivelmente prestáveis e impecáveis do início ao fim, fazendo de tudo para realizar todos os nossos desejos.

 

 

 

 

 

 

 

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

O fundamental era aproveitarmos o dia e vivê-lo da melhor forma possível. Claro que também era fundamental que os nossos convidados também o fizessem. A ideia, dado que estariam lá reunidas todas as pessoas de quem mais gostamos, era que todos nos sentíssemos em casa, num grande encontro familiar.

 

 

 

 

 

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

O mais fácil foi a escolha d’A Pajarita e do fotógrafo André Tavares. Tivemos a certeza assim que falámos com eles! O difícil foi aguentar a ansiedade pelo dia!

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Sem dúvida que o discurso feito pelo Diogo. Não é todos os dias que podemos reconhecer a todas as pessoas que nos são mais especiais tudo aquilo que fizeram por nós… Foi o pico sentimental tanto para nós, como para os convidados.

 

 

 

 

 

 

E o pico de diversão?

Quando os convidados dançaram e rodaram com o vestido da Joana.

 

Um pormenor especial…

As montagens que fizemos em paletes de madeira com fotografias nossas. O objetivo era contar uma história, a nossa história. E a nossa história começou não apenas quando nos conhecemos, mas desde que nascemos e crescemos, ao lado das pessoas de quem mais gostamos e que não só fazem parte da nossa felicidade, como também contribuíram para que ela acontecesse. Por isso, montámos fotos que ilustram os nossos caminhos, primeiro até nos conhecermos, desde bebés, ao lado da família e amigos que fizeram de nós quem somos hoje, e, depois, a partir do momento em que nos encontrámos e começámos a caminhar juntos.

 

 

 

 

 

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Não alterávamos nada no nosso dia. O dia foi perfeito do jeito que foi! Mesmo com toda a chuva…!

 

 

 

 

 

 

 

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Aproveitem todos os bocadinhos do dia ao máximo e sem nervosismos. Vão ficar com a sensação de que não o podiam ter vivido de melhor forma! Ah, e confiem na escolha do fato por parte do noivo e deixem que ele vos surpreenda…!!

 

 

 

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites, materiais gráficos, bouquet de noiva e decoração: A Pajarita;

espaço e catering: Quinta d’Arrochada;

bolo dos noivos: Alpha 5, decorado por A Pajarita;

fato do noivo e acessórios: Prassa;

vestido de noiva e sapatos: Pronovias e Sopel

maquilhagem: Delminda Silva

fotografia e vídeo: André Tavares Wedding Photographer;

luzes, som e Dj: Rui Melo.

 

Marta Ramos

Hospitalidade a toda a prova, com a I Go Travel – Luxury Services

A I Go Travel tem uma equipa jovem, dedicada e totalmente focada em proporcionar aos noivos uma viagem de lua-de-mel única e inesquecível. Destinos paradisíacos ou grandes metrópoles, a vossa experiência começa aqui, com uma viagem criada à medida dos vossos sonhos e orçamento, com o maior profissionalismo. Já conhecem bem este nosso fornecedor seleccionado, que nos ajudou a compor um artigo de wise words muito útil para vos apoiar na preparação da viagem de lua-de-mel. Ainda não leram? Então, está na altura de o fazer!
Para além disso, podem também contar com os serviços da I Go Travel para vos ajudar na organização do casamento, nomeadamente no que diz respeito a tours, transfers e alojamento para noivos e convidados. Para serem anfitriões de primeira linha e também para o vosso próprio conforto, a equipa experiente da I Go Travel – Luxury Services trata de todos os detalhes para que não haja pontas soltas. Se têm convidados que vêm de longe, alojem-nos confortavelmente, prevejam transporte disponível para todas as deslocações necessárias e programem ainda alguns passeios turísticos para que a viagem seja ainda mais inesquecível.

 

I Go Travel - Luxury Services | Um fornecedor seleccionado Simplesmente Branco

 

I Go Travel - Luxury Services | Um fornecedor seleccionado Simplesmente Branco

 

I Go Travel - Luxury Services | Um fornecedor seleccionado Simplesmente Branco

 

I Go Travel - Luxury Services | Um fornecedor seleccionado Simplesmente Branco

 

I Go Travel - Luxury Services | Um fornecedor seleccionado Simplesmente Branco

 

I Go Travel - Luxury Services | Um fornecedor seleccionado Simplesmente Branco

 

E já que estamos a falar de receber o melhor possível os convidados do vosso casamento, lembramos também que podem contar com os serviços especializados de um outro fornecedor seleccionado SB para serem os melhores anfitriões do mundo para os vossos convidados de quatro patas: a Sóanimarte dispõe de um inovador serviço de DogSitting:

Sim! Wedding DogSitting, ou seja, babysitting de cães. Os patudos são cada vez mais os filhos da relação e queremos que se sintam assim no dia mais feliz das vossas vidas. Agora já podem levar o vosso amigo mais fiel para a festa do vosso casamento. – Tiago Simões

Leiam as nossas wise words sobre este serviço e deixem tudo nas mãos de quem sabe. Que descanso, verdade? É para isso que cá estamos!

Susana Pinto

À conversa com: D10Photo – fotografia de casamento

Hoje conversamos demoradamente com a dupla David Pereira e Sara Gomes, que assinam como D10Photo.

É o trabalho deles que ilustra o nosso outro site, We are The Destination, e as suas imagens são muito, muito bonitas e intemporais. Há sempre uma leveza permanente no seu registo, nada intrusivo, apenas muito orgânico e natural. Tudo flui, como uma brisa, e para isso é preciso talento e confiança no que se faz.

Fiquem a conhecê-los, e ao seu belo trabalho, um pouco melhor.

 

Damos muito nos casamentos, mas recebemos imenso e isso é mágico.

 

Contem-nos um pouco da vossa viagem profissional até aqui, à fotografia de casamento.

O David formou-se como arquitecto, mas ainda não tinha acabado o curso quando decidiu aliar o gosto pela fotografia à oportunidade de ir trabalhar com um fotógrafo de arquitectura. Ficou-se pela fotografia de arquitectura durante uns anos, e depois de ter trabalhado com outros fotógrafos em alguns casamentos, teve um convite para fotografar um casamento com 6 pessoas e foi aí que se apaixonou pelos casamentos.

A Sara formou-se em fisioterapia, mas sempre teve uma curiosidade aguçada e muito crítica relativamente ao que o David ia fazendo. Basta dizer que sempre que o David chegava após um dia de  casamento, a Sara queria saber tudo e pedia para ir ver todas as fotografias. Mesmo hoje em dia, em que fotografamos quase sempre juntos, ela quer ver as fotos quando chegamos a casa, não importa a hora! Há cerca de três anos que ela decidiu arriscar no mundo da fotografia de casamento e, desde então, que estamos nesta aventura a dois.

 

Há quanto tempo fotografam? E porquê casamentos?

Desde 2010 que fotografamos, mas o tal casamento de 6 pessoas que iniciou esta jornada foi no final de 2014.

Damos muito nos casamentos, mas recebemos imenso e isso é mágico. Por muitos casamentos que já se tenham feito, há sempre um borbulhar na barriga antes de começar.

 

Como o definem e como construíram essa assinatura?

Somos muito descontraídos e gostamos de passar despercebidos e isso reflete-se na forma como fotografamos. O que nos caracteriza é mesmo isso, mostramos o nosso ponto de vista, da forma como somos.

 

Casamento no Alentejo por D10Photo - fotografia de casamento

 

Casamento no Alentejo por D10Photo - fotografia de casamento

 

Casamento no Alentejo por D10Photo - fotografia de casamento

 

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vão buscar inspiração?

É principalmente nas coisas boas do dia-a-dia e que nada têm a ver com casamentos, apesar de acompanharmos o que os nossos colegas vão fazendo e isso também nos inspirar.

Cinema, arquitectura e criativos são as nossas principais fontes de inspiração.

 

Quando precisam de fazer reset, para onde olham, o que fazem?

Viajar é a nossa fuga. É a forma que encontramos para restabelecer as energias e voltar a ver o mundo como crianças. Adoramos conhecer cidades novas, mas não dispensamos estar em contacto com a natureza.

 

De Lisboa para o mundo, ou Portugal de lés a lés: fotografar casamentos estrangeiros é diferente de fotografar casamentos nacionais?

Sim é diferente, mas tende a ser cada vez menor essa diferença. Mesmo dentro de Portugal é diferente fotografar um casamento no Norte, Centro ou Sul e isso é maravilhoso.

 

Casamento na Quinta do Hespanhol, por D10 Photo - fotografia de casamento

 

Casamento na Quinta do Hespanhol, por D10 Photo - fotografia de casamento

 

Casamento na Quinta do Hespanhol, por D10 Photo - fotografia de casamento

 

Qual é o vosso processo de trabalho, como acontece a ligação ao cliente?

Após o primeiro contacto, normalmente por email, o que mais nos interessa é conhecer o casal e tentar que eles nos conheçam. Nada melhor que uma boa conversa, relaxada e informal. Gostamos de chegar ao casamento e sentir que fazemos parte da festa.

 

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gostam de registar?

O mais importante é que se identifiquem com o nosso trabalho, isso é tudo para nós, mas temos um gosto especial por casamentos pequenos, em que seja uma festa constante.

 

Qual é a melhor parte de fotografar casamentos? E o mais desafiante e difícil?

Diríamos que o melhor são as pessoas e as suas histórias, juntamente com todos os locais novos que conhecemos. Tal como dissemos no início, damos muito nos casamentos, mas recebemos imenso, e isso é especial.

Desafiante é estarmos a registar um dia de festa que é único e que não se repete.

A mais difícil é tudo aquilo que fazemos para além de fotografar, e que passa maioritariamente despercebido, mas que nos ocupa muito tempo.

 

Escolham uma imagem favorita do vosso portfolio e contem-nos porquê:

 

D10 Photo - fotografia de casamento

 

Acho que todos devemos dizer o mesmo, mas é quase cruel ter de escolher uma imagem.

Não sei se é a nossa favorita, não é perfeita, mas foi feita num dos últimos casamentos do ano passado com uns noivos apaixonantes e que nos deixaram viver o dia deles.

 

Os contactos detalhados da dupla D10Photo estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, feita de belas imagens, e contactem o David Pereira e a Sara Gomes directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

 

Marta Ramos

Casar no Jardim Botânico, em Ponta Delgada

Ainda na semana passada dávamos aqui destaque às hortênsias e ao seu efeito refrescante na decoração de um casamento. Hoje regressamos a paisagens açorianas para vos falar de um novo e belíssimo espaço no coração de Ponta Delgada, onde a AVVA-Eventos irá criar o vosso casamento de sonho.

Trata-se da Estufa Fria do centenário Jardim Botânico José do Canto, que reabriu recentemente, renovada e completamente equipada: uma sala com muita personalidade, com a vegetação, a luz e a melancolia do jardim circundante a entrar pelas janelas e a inundar o interior de um charme bucólico e mágico. Com capacidade para 120 pessoas sentadas, um bar e zona lounge, permite desfrutar de todo o jardim. A juntar a este cenário de contos de fadas, têm à vossa disposição os serviços de wedding planning da AVVA-Eventos, que propõe que aproveitem ainda a igreja do jardim ou um dos seus românticos recantos para a cerimónia do vosso casamento. Perfeito!

 

 

 

 

 

Casar na ilha de São Miguel já é, só por si, uma ideia idílica. Com o apoio da equipa wedding planner da AVVA-Eventos, todo o encanto dessa ideia é reflectido nos detalhes do vosso casamento, para um resultado que supera as expectativas mais elevadas. Assumidamente românticos e orgulhosamente autênticos, os profissionais da AVVA-Eventos adoram o que fazem e fazem-no com classe. Inspirados na história de cada casal e nos encantos da ilha de São Miguel, dedicam-se inteiramente a construir cada casamento como se fosse o único. A decoração é um dos seus pontos fortes, assente na personalização completa e no detalhe. Mas a cozinha é outro dos seus trunfos, baseada nos produtos frescos e locais. Seja qual for a vossa ideia (uma festa intima ou gigante, um sítio badalado ou escondidinho), desafiem-nos!

Escolheram ser profissionais de casamento porque são românticos e adoram decoração e todos os detalhes. Orgulham-se muito de serem reconhecidos pelas suas decorações e pela dedicação a cada casal de noivos que os escolhe para organizar o seu dia. Vão procurar inspiração aos noivos que os procuram e à natureza luxuriante da ilha de São Miguel – os seus verdes, a sua luz, o cheiro do mar. E daqui a cinco anos vêem-se a ser os melhores e mais conceituados wedding planners dos Açores.

Não deixem de consultar a ficha de fornecedor seleccionado da AVVA-Eventos para ficarem a conhecer melhor o seu trabalho.

Marta Ramos

Wise words: votos de casamento

Na semana passada, falei-vos sobre a tradição dos discursos de casamento e sobre como poderão acrescentar palavras bonitas e sentidas a um dia de tantas emoções, compondo momentos que ficarão registados para sempre em imagens e, garantidamente, nas vossas memórias, assim como nas de todos os vossos familiares e amigos.

Os discursos são, na verdade, mais a pensar nos outros – ou seja, servem para vocês darem as boas-vindas a todos os convidados e para algumas das pessoas mais importantes das vossas vidas poderem deixar o seu testemunho na vossa festa.

As nossas wise words de hoje também falam de palavras, mas desta vez o foco incide apenas sobre vocês os dois, o casal: o que têm a dizer um ao outro no dia do vosso casamento? Não percam a oportunidade de dizê-lo – através de votos de casamento.

Nos casamentos religiosos, os votos obedecem a uma estrutura fixa. Em Portugal, os votos de casamento escritos pelos noivos são mais comuns nas cerimónias civis, como uma forma de personalizar o acto e dar-lhe outro encanto. No entanto, nada vos impede de dizer os vossos votos pessoais caso optem por um casamento religioso. Antes de mais nada, coloquem a questão junto do padre ou ministro da vossa igreja ou comunidade religiosa, de modo a averiguar se existe alguma possibilidade de incorporarem os vossos textos na cerimónia. Caso isso não seja possível, criem o vosso próprio momento especial na altura do dia que vos parecer mais adequada. Por exemplo, caso estejam a planear incluir discursos na vossa festa, os votos poderão ser o culminar dos discursos, o momento alto das emoções, antes de um brinde (com a abertura do bolo, porque não) e celebrado em grande estilo logo a seguir, na pista de dança.

São mais cantores do que oradores? Então cantem os vossos votos: poderão escolher uma música que vos seja particularmente agradável e substituir a letra por palavras vossas; ou então, havendo talento para tanto, compor a música de raiz. Se precisarem de ajuda, falem com a Caramelo!

Independentemente da forma, nos votos de casamento é o conteúdo que conta. Não há fórmulas mágicas para esta coisa das palavras de amor, como vocês bem sabem: é abrir o coração e deixá-lo falar por vocês. Pode haver, no entanto, uma certa metodologia que vos ajude a arrancar e a não entrar em pânico com a página em branco:

. Imaginem que estão a escrever uma carta de amor à vossa cara-metade, em que lhe transmitem como se sentem com a aproximação do grande dia e aquilo que mais desejam para a vossa vida a dois.

. Comecem por responder a meia-dúzia de perguntas, que reunirão material mais do que suficiente para descolar: ‘o que é que eu senti quando te conheci’, ‘quando é que eu soube que era amor’, ‘quais são as tuas características que me fazem querer ter-te ao meu lado para sempre’, ‘o que é que mudaste em mim’, ‘o que quero fazer por ti’, ‘como nos imagino daqui a dez anos’… Esta amostra dará um bom ponto de partida.

. Usem auxiliares: ouvir as vossas músicas, rever as vossas fotografias e relembrar alguns dos presentes que já trocaram, por exemplo, trará as emoções à superfície.

. Não tenham receio de pedir palavras emprestadas àquela canção especial, ao livro que não esquecem ou ao filme que parecia estar a contar a vossa história. Vale tudo, desde que seja de coração!

. Por fim, treinem a leitura. Há palavras e construções frásicas que resultam muito bem no papel mas que depois se atrapalham na oralidade. Simplifiquem e clarifiquem. E pronto!

Para terminar, deixo-vos o vídeo do casamento da Marta e do Luís, os fotógrafos da Lounge, que retrata bem a emoção e o brilho dos votos de casamento. Espero que seja uma boa fonte de inspiração! Vejam, respirem fundo, e ponham mãos à obra.

Boa escrita!

 

 

vídeo: Henrique Cepeda