Created with Sketch.
Cristiana Simoes

Os fornecedores de casamento chave escolhidos pela Bárbara Taborda!

A empresária Bárbara Taborda é uma das comunicadoras mais reconhecidas de Portugal, tendo nos últimos anos se especializado no Slow Aging, tema que a levou inclusive a lançar o livro: “Slow Aging – Uma guia para uma vida longa, saudável e feliz.” Em Junho do ano passado, o seu grande dia esteve, como não podia ser de outra maneira cheio de elegância, amor e muita boa energia.

Para o seu casamento, organizado em cerca de 6 meses, devido aos percalços da pandemia, a Bárbara não quis arriscar e contou com profissionais que já a tinham acompanhado ao longo dos anos e dos quais era totalmente consciente do seu trabalho e das recomendações recebidas por amigos próximos do sector e sites especializados na área, destacando a Zankyou como principal. Confessa que deu bastante atenção a trabalhos publicados e opiniões, mas que foi muito importante conhecer os fornecedores pessoalmente, até porque, pela sua crença nas energias, este foi um factor que jogou muito forte.

Bárbara e Pedro escolheram realizar o casamento num hotel propriedade da família. Para a coordenação do dia (protocolo), design gráfico e toda a decoração floral do espaço, igreja e bouquets de noiva e damas de honor, a Bouquet de Liz foi o fornecedor escolhido. Bárbara confessa que não podia estar mais feliz com o resultado. A Rosário conseguiu criar o cenário perfeita, que refletia o estilo dos noivos e que deixou impressionados aos convidados. De destacar a decoração floral criada na igreja que, já de por si tinha uma luz e energia incrível e que a Bouquet de Liz conseguiu realçar ainda mais!

Para a partilha de informação sobre o evento, tais como indicações da igreja, local da cerimónia ou alojamentos indicados para passar a noite, por exemplo, os noivos criaram o site de casamento personalizado da Zankyou, também com a opção de lista de casamento, que facilita bastante a gestão de presentes para os convidados.

Com mais de 20 anos de amizade e com uma grande admiração pelo seu trabalho, claro que o vestido de noiva, aliás, os vestidos de noiva foram assinados pelo estilista Gio Rodrigues. Bárbara confessou-se impressionada com a capacidade de Gio de encontrar e criar exatamente aquilo que ela queria e que, no dia em que ela entrou no atelier e quando ele lhe mostrou o seu vestido, ambos soltaram lágrimas de felicidade. No total foram dois os looks usados pela comunicadora no seu grande dia! No dia do casamento, a noiva contou com o apoio do estilista e amigo.

Para o seu look de noiva, a Bárbara não quis mesmo arriscar e contou com profissionais com os quais já tinha trabalhado no passado, como foi o caso da maquilhagem pela Madalena Martins Make up e pelo seu insubstituível cabeleireiro Eugénio Violante. Os sapatos da noiva foram Luís Onofre e as alianças dos noivos foram uma criação de Elements 7580, a qual não podiam estar mais felizes pela escolha.

As damas de honor que acompanharam a noiva numa manhã agitada contaram com robes personalizados da marca nacional Mira. Tive sorte de ser um dos elementos deste #dreamteam e ajudei a Bárbara com a escolha e personalização. O Tiago da Mira foi impecável e demonstrou um excelente profissionalismo durante todo o processo e principalmente, um incansável papel no momento da entrega. Aproveitando a deixa, para o meu vestido de dama de honor recorri à Ais d’Amor Bride’s Closet e foi todo um sucesso, a Ana conseguiu exatamente aquilo que eu queria, como sempre!

Para os trajetos de hotel à igreja também contamos com a minha qualidade de transportes, a empresa Drive any where que conta com uma incrível frota de gama superior.

O casamento foi um verdadeiro sonho e para retratar, captar e gravar todas as emoções do dia e noite, a empresária não teve qualquer dúvida e escolheu Edgar Dias Photography, com quem já tinha realizado vários trabalhos, para a fotografia e com a Vanessa e o Ivo, de quem tinha as melhores referências – que se demonstraram certas – para o vídeo de casamento.

Clique aqui para ver o video – https://www.instagram.com/p/CQwVJfNBZgb/

Os noivos quiseram ter animação ao longo do dia todo e contaram com música de igreja, de cortejo, música ao vivo da Luciana Araújo e com a Dj Sofia Gião para a noite, além de contar com um catering bastante dinâmico da The MAD Kitchen que temos a certeza, também foram peça chave para o sucesso deste dia!

Aos noivos, desejamos que continuem a ser muito felizes e agradecemos todas as recomendações facilitadas ao Blog e consequentemente a todas as futuras noivas.

Espero que as escolhas da Bárbara vos possam também ajudar a vocês. Qualquer coisa, estou deste lado, como sempre!

Um abraço,

Joana Amaro

A magia do casamento de Catarina e Tomás

Desde muito cedo que me interesso por histórias de amor onde a cumplicidade é revelada através de um sorriso, de uma troca de olhares cúmplice ou de um beijo abrasador. Recordo-me de em criança perder horas a ler bonitas histórias de casais apaixonados, de finais felizes e de casamentos marcantes. Hoje, depois de adulta, continuo a acreditar no “e viveram felizes para sempre” e em casais que são verdadeiras almas gémeas.

Como defendo que histórias boas e inspiradoras devem ser partilhadas, hoje trago a bonita história de Catarina e Tomás que culmina num casamento de sonho, onde deram o grande passo das suas vidas perante as pessoas que lhes são mais queridas.

A cada fotografia é notável os sorrisos e os olhares embevecidos não só dos noivos mas também da família. Deixem-se contagiar pela felicidade deste casamento!

Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia

A Catarina apostou num vestido clássico extremamente sofisticado que evidencia a elegância e a beleza da noiva com um decote em “V” e umas lindíssimas mangas balão! A parte de trás do modelo é simplesmente apaixonante com os botões que percorrem todo o vestido. Grande destaque para os magníficos brincos dourados, fiquei completamente rendida!

O Tomás vestiu um elegante fato azul com um lindíssimo colete grená. O principal adereço? Sem dúvida o seu sorriso de orelha a orelha.

Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia

O momento da chegada da noiva é sempre acompanhado de muita expectativa não só pela parte do noivo que está ansioso por ver a sua amada mas também pelos convidados. A cumplicidade dos dois é notória!

 

Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia

O copo de água foi numa Quinta em que no pano de fundo se destacam pequeninas luzinhas que criam um ambiente extremamente romântico. A prova de que todos os detalhes contam, é a genial combinação entre os arranjos florais com cores quentes, as cadeiras douradas rústicas, as velas acesas e o verde presente nas mesas e na árvore. Todos estes elementos recriam um cenário rústico chique: um verdadeiro conto de fadas!

A chegada à Quinta foi feita num ambiente de muita alegria e com muita música, possibilitando aos noivos e aos convidados usufruir de um momento descontraído e digno de fotos incríveis!

Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia

O bolo naked foi ao encontro de toda a decoração e tema do casamento. O momento do corte foi mágico, com direito a uma chuva de luzinhas perfeita!

 

Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia

A noite acabou com muita diversão, música e alegria, com muitos momentos cúmplices não só entre os noivos mas também com todos aqueles que partilharam com eles o dia mais feliz das suas vidas.

Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia

O desejo do Simplesmente Branco é que sejam sempre felizes!

Joana Amaro

Juliana & Eduardo: um casamento intimista rodeado por toda a elegância!

Uma das minhas missões é inspirar os noivos que se preparam para um dos dias mais radiantes das suas vidas. Espalhar uma mistura maravilhosa entre a delicadeza e beleza que caracterizam os demais aspetos e a emoção que marca fortemente esta data. Assim e com o intuito de cumprir uma vez mais esta missão, hoje partilho um lindíssimo casamento, protagonizado por Juliana e Eduardo.

De uma coisa estou certa… Não vai ficar indiferente com este casamento, pois foi premiado no MyWed com 3 selos: Editor’s Choice, Best of The Week e Best of The Year. Estão preparados?

Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography

“Foi um privilégio termos vivido um casamento intimista neste maravilhoso hotel histórico de 5 estrelas, nesta cidade que nos encantou e com as pessoas que são mais importantes para nós. Todos os mínimos detalhes que, até então, existiam apenas na nossa imaginação foram concretizados. Extraordinário!”

E, hoje, temos a possibilidade de testemunhar este incrível casamento, através do talentoso olhar de Power On Photographyque traz até nós todo a irreverência e elegância que se experienciou em Verride Palácio de Santa Catarina, em Lisboa.

Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography

Como se conheceram? 

Conhecemo-nos quando éramos crianças, na escola.

Houve pedido de casamento? Quando e como foi?

Sim. O pedido de casamento foi num jantar de aniversário de namoro. O Eduardo reservou um restaurante, contratou violinistas e surpreendeu-me  com o pedido.
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography

Como definem o vosso amor/a vossa história?

São 15 anos de parceria e muito amor.

Como definem o vosso amor/a vossa história? Qual a escolha mais difícil e a mais fácil? Porquê? 

A mais fácil foi a trilha sonora, pois temos um gosto muito similar e achamos excelentes profissionais que executaram perfeitamente o que imaginávamos. A mais difícil foi a decoração, por termos perfil minimalista e termos que fazer isto à distância.
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography

Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography

Tiveram ajuda na organização do casamento?

Sim tivemos, da Welcome Weddings (agência especializada no Brasil) e da equipa de eventos do hotel.

Onde foram buscar inspiração? Consultaram blogues, revistas…?

Procurámos um local que fosse coerente com as nossas personalidades, que acabou por ser o nosso ponto de partida.

Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography

Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography

Qual foi o tema do casamento?

O tema foi focado na elegância.

Como foi o grande dia?

Foi extremamente tranquilo, devido à competência da organização. Nós iniciámos o dia com um café especial e massagens no spa do hotel De seguida tivemos a sessão de fotos, cerimónia e jantar. Tudo ocorreu perfeitamente, o que nos permitiu aproveitar intensamente cada minuto.

Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography

Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography

Se pudessem, mudavam alguma coisa?

Nada, foi tudo perfeito!

Onde foi a lua-de-mel? Recomendam?

Zurique, Zermatt e Genebra. Passamos a maior parte do tempo em Zermatt, um local com algumas das mais belas paisagens que já vimos.

Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography
Casamento de Juliana e Eduardo por Power On Photography

E assim me despeço com um charmoso brinde à Juliana e ao Eduardo. Ao amor. À paixão. 

Fornecedores: 

Wedding Planner: Welcome Weddings | Espaço/Catering/Decoração: Verride Palácio Santa Catarina | Fotografia: Fabio Santos (Power On Photography) | Cabelo e Maquilhagem: Mara Silva de Entretanças e Rita Amorim de Kabuki Makeup | Música: String Quartet | Vestido de Noiva: Pronovias | Fato de Noivo: Hugo Boss | Alianças: Tiffany

Cristiana Simoes

Joana & Ricardo: uma “aventura” com destino a um casamento de sonho!

Acredito em matches perfeitos na vida. Acredito no “meant to be together” e bonitas histórias de amor que têm como final a famosa expressão “… e viveram felizes para sempre”. E, não podia ser maior fã de histórias de amor que nos levam até casamentos com os toques mais românticos com a assinatura de toda uma elegância que se faz sentir e nos convida a mergulhar num mundo de sofisticação. 

O casal – Joana e Ricardo – e o seu casamento, que partilho hoje convosco, são uma verdadeira inspiração e que faz com que nos próprias pensemos, também, “Sim!”. Pequenos detalhes que não me deixaram indiferente e que certamente também a vão conquistar…

Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia

Como se conheceram?

Através de atividades desportivas.

Houve pedido de casamento? Quando e como foi?

Sim, nos Açores na Lagoa das sete cidades a 11 de abril de 2021.

 

Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia

Como definem o vosso amor/a vossa história?

Uma aventura repleta de amor, alegria, sinceridade, partilha, compreensão, amizade, respeito e muitas viagens inesquecíveis.

Como correu a organização do casamento?

Com bastantes contratempos e imprevistos pelo meio mas pode-se dizer que bastante bem. Foi praticamente tudo feito e organizado por nós. Foi um ano de trabalho e organização. No fim, cada segundo valeu a pena.

 

Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia

Qual a escolha mais difícil e a mais fácil? Porquê?

A escolha mais fácil foi a quinta para o Copo de Água. Foi amor à primeira vista. Quinta do Alferes de Crasto. Não considero que tenhamos tido escolhas difíceis porque sempre fomos muito decididos e pragmáticos.

Tiveram ajuda na organização do casamento?

Todo o processo de organização do casamento foi feito por nós. Tivemos ajuda dos familiares e dos fornecedores/ serviços que contratamos.

Onde foram buscar inspiração? Consultaram blogues, revistas…?

Sim, consultei sempre revistas dedicadas ao tópico “casamento” e blogs, sites, páginas do Instagram.

Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia

Qual foi o tema do casamento?

“Uma viagem pela nossa história”.

Como foi o grande dia?

Foi maravilhoso. Um sonho tornado realidade. Ter toda a família e amigos reunidos. Sentir o amor de todas as pessoas que nos rodeavam. Celebrar o amor em todos os seus sentidos.

Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia

Se pudessem, mudavam alguma coisa?

Nada. Não nos arrependemos de nenhuma decisão.

Onde foi a lua-de-mel? Recomendam?

A lua-de-mel foi no Dubai e nas Seychelles. Um sonho. A viagem mais bonita que já tivemos até ao momento. As Seychelles são um paraíso natural. As pessoas nativas das ilhas são incríveis, recebem extremamente bem os turistas. As ilhas são todas lindíssimas, existem imensas praias paradisíacas, atividades aquáticas e radicais para fazer. É um destino de sonho.

 

Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia
Fotografia: Pedro Filipe Fotografia

Um casamento de sonho só podia ser sinónimo de fotografias inspiradoras e belíssimas, desta vez com a assinatura do conceituado fotógrafo Pedro Filipe Fotografia.

Eu rendi-me, e vocês?

Fornecedores:

Local: Quinta do Alferes de Crasto | Catering: Adão Gomes Catering | Fotografia: Pedro Filipe Fotografia | Animação: HappyN events | Estacionário: White Design Creative | Bouquet e detalhes florais: Horto de Espinho Flower Boutique | Make-up: Daniela Reis Makeup & Hair | Vestido da noiva: Rosa Clará | Vestido menina das alianças: Peixinho do mar | Toucador e brincos noiva: Eva Marques jóias – Espinho | Sapatos da noiva: Manolo Blahnik | Roupa do noivo: Don Lopo Porto | Porta-alianças: Recicl’arte

Joana Amaro

Adriana & Roland: A Simplicidade do Amor Rodeados pela Natureza  

Um casal. Dois corações apaixonados. Um Elopement Wedding. Assim é a long story short de Adriana & Roland, que resume esta paixão e amor que resultaram num dia mágico, não só para os noivos, como também para nós que testemunhamos que partilho com vocês. Tive o prazer de viajar no tempo com a wedding planner Maria Connie Vieira, de Ambiance Weddings Azores – a responsável pela organização deste belíssimo casamento -, com destino a uma das grandes maravilhas portuguesas: os Açores. 

Hoje, sou eu que vos convido a entrar a bordo nesta história de amor, narrada pela própria wedding planner que viveu todas as emoções e sentimentos, ao lado dos noivos que a protagonizaram. Preparados?

Wedding Planner: Ambiance Weddings Azores. Fotografia: Álvaro Miranda

Imagine encontrar o amor da sua vida. Escolher a pessoa certa e querer eternizar o “sim” mais  sincero e decisivo da sua vida“.  

“O seu desejo é fazer isso num lugar idílico, rodeado de natureza, bucólico e, o mais importante, imerso em amor. Foi o que a Adriana e o Roland decidiram fazer. 

A história começa ainda antes da primeira viagem juntos até aos Açores, onde Adriana e Roland cresceram e superaram desafios, em plena união, durante longas jornadas da sua vida até chegarem ao “sim”. Da Roménia para os Açores, Adriana veio estudar para a ilha de S. Miguel e, assim, um pedacinho do seu coração cá ficou plantado por entre as planícies e montes verdejantes.”

Wedding Planner: Ambiance Weddings Azores. Fotografia: Álvaro Miranda
Wedding Planner: Ambiance Weddings Azores. Fotografia: Álvaro Miranda
Wedding Planner: Ambiance Weddings Azores. Fotografia: Álvaro Miranda

“Porque não voltar aos Açores? O desejo de Adriana para visitar a Ilha de S. Miguel, com o amor  da sua vida, ganharia contornos mais místicos: celebrar a união de uma vida, na região que um  dia abraçara, de braços abertos. Do sonho à realidade, um breve passo: Elopement wedding.  

Um Elopement Wedding é uma cerimónia de casamento simples e pequena. Remete-nos  para a ideia de “fugir para casar com o amor da sua vida”. É uma cerimónia com algum simbolismo pois, geralmente, acontece apenas com a presença dos noivos e/ou algumas pessoas próximas, em qualquer parte do mundo.”

Wedding Planner: Ambiance Weddings Azores. Fotografia: Álvaro Miranda
Wedding Planner: Ambiance Weddings Azores. Fotografia: Álvaro Miranda

“Os dias passavam e os nervos à flor da pele para uma cerimónia perfeita começavam a surgir. O  local já estava escolhido. Imersos numa profusão de verde e azul, um autêntico sonho acordado, uma paleta de cores polvilhada pela bruma das ilhas, uma das sete maravilhas do mundo: Lagoa das Sete Cidades. Depois da natural azáfama dos preparativos e da miríade de reuniões que esta cerimónia exige, eis que chegamos ao dia do casamento. 

13 de Setembro 2021. Para os mais supersticiosos uma data associada ao azar, para outros, como é caso de Adriana e Roland, uma data memorável, eternizada no coração de ambos. Mas, adiante. A manhã começou um tanto chuvosa – já dizem os populares que “boda molhada é boda abençoada“, mais uma vez acertaram. Quanto ao tempo, se há algo que é imprevisível são as condições meteorológicas da região. Num curto espaço de tempo, podemos ter encapsuladas as quatro estações. E assim foi. Depois da tempestade, a bonança: o sol viria espreitar por entre as nuvens, pincelando uma tarde de amor.”

Wedding Planner: Ambiance Weddings Azores. Fotografia: Álvaro Miranda

“Depois de uma manhã de preparação no cabeleireiro e de maquilhagem para Adriana, contrapondo com a introspectiva calma de Roland, estava tudo a postos para arrancar rumo ao casamento, o corolário de um dia a eternizar na memória deste casal.  

Por entre curvas e montes, chegamos ao destino. A nossa tela branca, o local de cerimónia, por  si só já nos deixava encantados, refletindo sobre o fazer para embelezar ainda mais o local. Um cenário idílico: profusão de cores, o mais belo quadro natural, a consciência da fortuna de poder  ali estar. Rodeados de beleza natural, com o som de pássaros como orquestra e a Lagoa das Sete Cidades desenhada no horizonte. Estava na hora de começar a organizar o espaço. 

A ideia delineada para o espaço era um estilo romântico. Tons rosados nas flores e em alguns elementos de destaque. De um lado a pérgula com bonitas flores estava montada, local exato onde assinalariam uma união eterno. Do outro lado a mesa do bolo. Um bolo minimalista, de chocolate, com recheio de mousse, ícone de amor – delicioso e memorável.”

Wedding Planner: Ambiance Weddings Azores. Fotografia: Álvaro Miranda
Wedding Planner: Ambiance Weddings Azores. Fotografia: Álvaro Miranda

“O sol quente brilhava emitindo os seus reflexos, na água da lagoa verde. Os pássaros cantavam  bonitas melodias, o vento amenizava o calor abrasador que se fazia sentir. Não havia tempo a perder. Estava na hora. 

O casal apaixonado chegava no seu carro branco. O noivo aproximou-se, um tanto quanto nervoso, e respirava fundo tentando controlar um natural riso nervoso. Tudo a postos e a noiva desfilava, incólume, bela e angelical pela carpete verde com a música mais bonita que podia  tocar, os sons da natureza. E foi ali, com uma das 7 maravilhas do mundo, como pano de fundo,  que o casal apaixonado, Adriana e Roland, disse o sim mais importante das vidas deles. Na  plateia, como espectadores privilegiados, na primeira fila da aliança e da união que só o amor  proporciona, nós, felizes e orgulhosos contemplados. O casamento perfeito, no local perfeito, na hora e nos momentos certos. Sempre com muito amor. Como só a Ambiance Weddings Azores sabe fazer.”

Wedding Planner: Ambiance Weddings Azores. Fotografia: Álvaro Miranda

Sempre tive um sentimento especial por Elopement Weddings, onde não existe nada mais para além dos noivos e do amor que nutrem um pelo outro. Uma bolha verdadeiramente apaixonante… E esta de Adriana e Roland? Uma autêntica inspiração!

FORNECEDORES:  

Wedding Planner: Ambiance Weddings Azores – Maria Connie Vieira  |  Fotografo: Álvaro MirandaFlores e Decoração: Rui & André ArtDecorBolo: Q&M Cake DesignersMaquilhagem: Alexandra Sousa |  Cabelo: 5th Avenue 

Cristiana Simoes

Inês & João: depois de um dia mágico, um “to be continued…”

Considero-me uma mulher sonhadora e uma autêntica hopeless romantic. Por isso, trabalhar na área dos casamentos é mais do que um prazer para mim, especialmente quando me deparo com histórias de amor que nos torna impossível não esboçar um sorriso ao lê-las.

A paixão de Inês e João teve precisamente este efeito em mim e são a prova de que quando is really meant to be, os corações voltam a cruzar-se. Para além de toda a elegância e requinte deste casamento, aos quais não consegui ficar indiferente, o simbolismo, os laços de família de diferentes gerações e o amor são fatores que tornam esta história ainda mais especial.

Portanto, introduções feitas, chegou o momento de conhecer toda esta bonita história de amor, que como se costuma dizer: to be continued… 

“Soube logo que era o João com quem queria passar a minha vida!” 

Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha

Como se conheceram? 

Conhecemo-nos em Lisboa em 2016 e eu soube logo que era com o João que queria passar a minha vida. As coisas acabaram por não resultar logo e, no meio de muitos encontros e desencontros, voltámos a encontrar-nos em 2018 e não nos largámos mais.

Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha

Houve pedido de casamento? Quando e como foi?

Claro! O João tinha preparado tudo para que o pedido fosse em Paris em Maio de 2020, mas o Covid trocou-lhe as voltas e tivemos que desmarcar a viagem. Acabou por acontecer a 3 de Julho de 2020 numa viagem à Madeira.

Viajámos para a Madeira no dia em que, depois de todos os confinamentos iniciais, voltaram a existir voos e a Madeira abriu aos turistas, por isso ainda apanhámos muitos locais fechados. O João andava muito “nervoso” à procura de um restaurante, dizia que queria um jantar mais requintado e ia telefonando para vários, mas os que queria estavam fechados. Eu não percebia o porquê de ele querer um restaurante “especial” e disse que, se estavam fechados, não fazia mal e havíamos de voltar noutra altura. Ele insistia que em todas as viagens que fazíamos tínhamos pelo menos um jantar num restaurante mais especial e que na Madeira também tínhamos que ter. Inclusivamente, no dia do pedido, acordei muito cedo e o João já estava no telemóvel à procura de restaurantes. Achei estranho mas não dei grande importância, sei que ele é muito romântico e achei que fosse por isso que queria um jantar diferente. Acabou por conseguir marcar uma mesa na esplanada de um restaurante mesmo por cima do mar.

O jantar decorreu normalmente e, curiosamente, falámos de casamentos porque eu tinha visto no Instagram uma fotografia de uma rapariga que tinha sido pedida em casamento num restaurante e comentei com ele. O João respondeu logo que um restaurante não era um sítio apropriado para um pedido de casamento e que o local tinha que ser especial. Eu disse que não percebia e até comentei que ali, o sítio onde estávamos, tinha tudo para ser especial porque estávamos só os dois no restaurante e com uma vista linda sobre o mar. Ele não se desmanchou, repetiu que não achava apropriado e mudámos de assunto. Foi antes de chegar a sobremesa que fez o pedido. Fui completamente apanhada de surpresa, ainda para mais depois daquela conversa. Não estava mesmo nada à espera! Com o choque demorei um pouco a dizer que sim e chorei muito! Fiquei de tal maneira surpreendida que nem fui capaz de comer a sobremesa. Sorte a dele que comeu duas! Depois confessou-me que, com toda aquela conversa, achou que eu sabia de tudo e ficou nervosíssimo. Também teve medo que o anel apitasse no aeroporto e que eu tivesse reparado no tamanho da caixa do anel dentro do bolso naquela noite, mas eu estava completamente a leste e foi a melhor surpresa da minha vida!

Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha

Como definem o vosso amor, a vossa história? 

Em muitas coisas somos o oposto um do outro e isso faz com que nos completemos na perfeição. Ele puxa-me para a realidade quando eu sonho demasiado alto e eu mostro-lhe como é bom tirar os pés do chão de vez em quando. Acima de tudo, o nosso amor é feito de muito respeito e de muita cumplicidade.

Como correu a organização do casamento? 

No geral, correu bastante bem. Sabíamos que queríamos casar em Setembro e, sendo que o pedido foi em Julho e sobrava pouco tempo até Setembro, não casámos no mesmo ano, pelo que tivemos mais de um ano de noivado e muito tempo para pensar e organizar tudo com calma. Eu fiz questão de tratar de tudo, sempre sonhei organizar um casamento (o meu!), pelo que foi tudo pensado ao pormenor.

Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha

Qual a escolha mais difícil e a mais fácil? Porquê? 

Talvez a escolha mais fácil tenha sido a Quinta. Eu já tinha pensado que gostava de casar naquela Quinta mas, ainda assim, visitámos mais duas. No entanto, não gostámos de nenhuma como gostámos da Quinta das Rosas, não há amor como o primeiro! E ainda bem, não podíamos ter feito melhor escolha.

O vestido foi a escolha que eu pensei que ia ser a mais difícil porque sou a pessoa mais indecisa do mundo, principalmente no que toca a roupa. Duas ou três semanas depois de ficar noiva fui logo experimentar vestidos, até porque cheguei a pensar em mandar fazer o vestido e queria ver quais os cortes que me ficavam melhor. Curiosamente, o primeiro vestido que experimentei na primeira loja a que fui, foi o escolhido! Experimentei aquele que acabou por ser o meu vestido e pensei logo que era exatamente o que queria! A minha mãe, que estava do lado de fora do provador, diz que, antes mesmo de ver o vestido, só me ouvia dizer “uaaau, é mesmo isto, é mesmo o que eu quero”. Acabei por sair da loja naquele dia, mais de um ano antes do casamento, com o vestido comprado. Tinha provas marcadas em mais duas lojas naquele dia e, mesmo com o vestido comprado, resolvi ir divertir-me a experimentar mais vestidos. Foi um dia muito engraçado. Felizmente não gostei de nenhum nas outras lojas como gostei do meu! Assim, aquela que achei que ia ser a escolha mais difícil, acabou por ser das mais fáceis. Voltava a escolher aquele vestido mil vezes!

O que acabou por ser mais difícil, ainda que não tenha sido uma escolha, foi a “gestão” do Covid. Em primeiro lugar, começámos por ter que mudar de Igreja porque a Igreja do Peral, onde eu sempre sonhei casar, que fica em frente a casa dos meus avós e para a qual eu iria a pé, é muito pequena e, com o distanciamento entre as pessoas, apenas caberiam menos de 30 pessoas. Em segundo lugar, o medo que um de nós ficasse infetado quando partíamos em lua-de-mel um dia depois. Acabámos por pedir a todos os convidados que fizessem um teste antigénio antes do casamento. Todos concordaram e disseram que até se sentiam mais seguros estando todos os convidados testados. Acabou por correr super bem e ninguém ficou infetado. Em terceiro lugar e mais difícil ainda, foi o facto de termos percebido, a poucos dias do casamento, que o Padre que nos ia casar queria que os noivos também usassem máscara na igreja. Foi um balde de água fria e não conseguíamos imaginar o facto de não conseguirmos ver a expressão um do outro no momento do casamento e apenas ficarmos com fotografias e o vídeo do nosso casamento com máscara. Dois dias antes do casamento, conseguimos convencer o Padre a deixar os noivos não usarem máscara. Foi um grande alívio! Mas foi uma situação que me tirou muitas noites de sono e me fez emagrecer dois quilos na semana antes do casamento.

Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha

Tiveram ajuda na organização do casamento?

Apenas a ajuda da nossa família e amigos. Como referi, fiz questão que fôssemos nós a tratar de tudo. Claro que a família e os amigos foram incansáveis, ajudaram a decorar a igreja, a engarrafar o azeite e o piri-piri que oferecemos aos convidados, a colocar as etiquetas nos sparklers, etc. Mas acabaram por ser momentos muito divertidos que passámos juntos. No dia do casamento as madrinhas também foram incansáveis, estiveram atentas a todos os pormenores e fizeram com que pudéssemos desfrutar do nosso dia sem nos preocuparmos que alguma coisa pudesse ser esquecida ou correr menos bem.

Onde foram buscar inspiração? Consultaram blogues, revistas…?

Passámos horas no Pinterest, em páginas de Instagram, em blogs sobre casamentos, portugueses e espanhóis, a pesquisar ideias, a ler comentários… e claro que o Simplesmente Branco foi uma grande ajuda!

Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha

Qual foi o tema do casamento?

Não sentimos necessidade de ter um tema. Acabou por ser um casamento muito ao nosso estilo, muito “a nossa cara” e foi o casamento com que sempre sonhámos!

Como foi o grande dia?

Foi mágico e maravilhoso! Para além de todo o significado que o casamento tem para nós, foi um dia super divertido e feliz. Divertimo-nos mesmo muito. Por outro lado, sentimos que passou demasiado rápido e que não conseguimos aproveitar tanto como gostávamos. Mas não é o que sentem todos os noivos?

Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha

Se pudessem, mudavam alguma coisa?

Talvez antecipássemos a hora da missa. Sempre soubemos que queríamos casar “tarde”, inicialmente até pensámos marcar para as 17h, mas como casámos no final de Setembro e já anoitecia mais cedo, decidimos antecipar para as 15:30h. No entanto, sentimos que o dia passou a voar e gostávamos de ter tido mais tempo para aproveitar. De resto não mudávamos nada. Foi o dia mágico com que sempre sonhámos!

Onde foi a lua-de-mel? Recomendam?

A lua-de-mel foi nas Maldivas. Estávamos um pouco receosos por fazer uma viagem tão grande em plena pandemia mas a Cláudia da Agência Abreu do Saldanha foi incrível, organizou tudo ao pormenor e transmitiu-nos a segurança que precisávamos. Foi uma experiência única que recomendamos muito. O azul daquele mar deixa muitas saudades e todos os dias queremos voltar!

Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha

Que fornecedores contrataram? Recomendam?

Não há nenhum que não recomendássemos, mas temos um carinho muito especial pelas duas Filipas que nos ajudaram a tornar o nosso dia ainda mais especial e aquilo que sempre sonhámos. A Filipa da Quinta das Rosas, com o seu gosto irrepreensível e a sua enorme disponibilidade para nos aconselhar e nos ajudar em todos os pormenores. Graças à Filipa a decoração e a sala estavam magníficas e muito melhor do que alguma vez imaginámos. E a Filipa da Prime Catering que foi uma querida, fez com que tudo corresse bem no nosso dia e nos ajudou muito para além do catering, ajudando-nos, até, a encontrar um DJ quando ficámos sem DJ a pouco mais de uma semana antes do casamento.

Agora digam-me: quantos sorrisos esboçaram ao longo deste artigo?

Fornecedores:

Fotografia: Francisca Noronha | Filme:  Tiago Costa AudiovisuaisQuinta:  Quinta das Rosas, Alenquer |  Catering:  Prime Catering & Events | Bem Casados: Muguet | Bolo dos Noivos: Charlotte{Carolina dos Bolos}| Vestido da Noiva:Vestidus | Sapatos da Noiva: Crème Caviarm | Bouquet da Noiva e Toucado de Flores:  Catarina Sampaio Soares FloresBrincos da Noiva:  Ourivesaria EstorilMaquilhagem da Noiva: Filipa Pereira – MUACoro da Cerimónia:  Nó Direito  Design Gráfico: Água D’Arte Noivos DJ:Tomás Barradas Carro dos Noivos:  Carocha – Casamentos e Eventos

Cristiana Simoes

Quando um sonho se torna realidade

Conheci a história da Liliana e do Ricardo e não consigo ficar indiferente ao amor, à amizade e à cumplicidade deste casal que nos ensina que o amor é algo simples, leve e que deve ser vivido com a maior intensidade possível.

Um clima de paixão, a atenção ao pormenor, o cuidado com os detalhes e a presença dos amigos e familiares são alguns dos ingredientes necessários para a concretização de um casamento perfeito e memorável. A Liliana e o Ricardo sonhavam com um dia digno de um conto de fadas e tornaram-no realidade!

” O dia do nosso casamento refletiu precisamente isso: duas pessoas que se amam e desejavam trocar votos junto de todos os seus amigos e familiares num dia mágico e simplesmente memorável para todos!”

Apesar de todos os constrangimentos que estes tempos de pandemia trouxeram, este casal disse o grande “Sim” numa cerimónia marcada por lágrimas e muita felicidade, tornando-se num dia memorável não só para eles, mas para todos os que celebraram o dia mais feliz das suas vidas.

Deixem-se inspirar nesta história de amor que nos mostra que com a pessoa certa tudo faz sentido.

Falem-me um bocadinho sobre vocês

Desde pequena que sempre sonhei com um casamento de conto de fadas! Fiquei muito feliz quando conheci o Ricardo e percebi que também partilhava do mesmo desejo que eu, o de construir uma história de amor com alguém especial e casar.

Pensamos que o dia do nosso casamento refletiu precisamente isso: duas pessoas que se amam e desejavam trocar votos junto de todos os seus amigos e familiares num dia mágico e simplesmente memorável para todos! O facto de termos dado atenção a cada detalhe do nosso grande dia, tornou cada momento muito íntimo. Sabíamos que apesar de ser um dia longo não conseguiríamos passar muito tempo com cada convidado, por isso surpreendemos alguns amigos e familiares com pequenas cartas debaixo dos seus guardanapos, onde escrevemos palavras muito pessoais e especiais.

No decorrer do dia percebemos que foi uma surpresa muito bem recebida e acima de tudo muito emotiva! Houve até algumas lágrimas! No fundo, queríamos que os nossos convidados sentissem o quão especial foi para nós termos cada um deles presente no nosso dia de conto de fadas!

Como se conheceram?

Conhecemo-nos em 2016, o Ricardo era o médico veterinário do Charlie, o meu gatinho (da noiva) resgatado.

Houve pedido de casamento? Quando e como foi?

Houve sim! O pedido de casamento foi no dia 6 de Setembro de 2019, a data de aniversário do noivo! Na véspera foi a casa dos meus pais (da noiva), em segredo, pedir oficialmente a minha mão em casamento! Depois do jantar de aniversário em nossa casa, o Ricardo esperou que os convidados saíssem, pôs a nossa música a tocar e pediu-me que dançasse com ele. E foi assim, ao som da nossa música especial, entre palavras de amor, que se ajoelhou e me pediu para passar o resto da vida ao seu lado! Marcámos a data para Setembro de 2020, mas devido à pandemia tivemos de adiar, primeiro para Maio de 2021 e mais tarde para a data final de Setembro de 2021.

Como definem o vosso amor/a vossa história?

Costumamos dizer que o nosso amor é muito leve! O Ricardo é uma pessoa extremamente divertida, a alma de qualquer festa! Temos uma relação de cumplicidade e de companheirismo e parece que cada dia que passa crescemos um pouco mais um com o outro.

Como correu a organização do casamento?

Apesar de vivermos em tempos de pandemia, a organização do casamento foi relativamente tranquila uma vez que já tínhamos uma ideia definida do que queríamos para o grande dia.

Visitámos apenas três quintas e apaixonámo-nos perdidamente pela nossa! Inicialmente queríamos um casamento religioso no exterior, mas como a Diocese de Lisboa não o permitia, encontrámos uma Igreja bem próxima de casa muito simples e bonita! Na verdade, emocionei-me assim que a vi pela primeira vez e, soubemos os dois que seria ali que a nossa cerimónia iria ter lugar.

O mais difícil foi contactar todos os nossos fornecedores em cada reagendamento e, torcer para que cada um deles tivesse ainda a nova data disponível. Felizmente conseguimos manter praticamente todos os fornecedores iniciais, que foram uns queridos e nos mantiveram otimistas para a nova data. Agradecemos todos os dias à equipa fantástica que escolhemos ter ao nosso lado, pois, sem eles, nada do que sonhámos podia tornar-se realidade!

Qual a escolha mais difícil e a mais fácil? Porquê?

O mais difícil foi tomar a decisão de adiar a data inicial que tínhamos escolhido com tanto carinho. O mais fácil foi a escolha do espaço para o copo de água. O meu irmão (da noiva) já tinha casado nessa mesma Quinta e sabíamos que lá tudo se iria concretizar como sonhámos.

Tiveram ajuda na organização do casamento?

Tivemos muita ajuda da família e amigos. Os meus padrinhos (da noiva) foram incansáveis em todo o processo e ficámos mais tarde a saber que tiveram muito trabalho de backstage no dia do casamento para que tudo corresse como idealizámos.

Onde foram buscar inspiração? Consultaram blogues, revistas…?

Inspirámo-nos muito em sites ligados a casamentos, como é o caso do Simplesmente Branco e sobretudo no Pinterest! A ferramenta ajudou-nos a fazer um moodboard para o grande dia, tornando-se mais fácil de visualizar o resultado final. Houve muito, muito muito DIY: os convites foram elaborados pela madrinha da noiva, os envelopes recortados e colados à mão e os marcadores de mesa e de lugares feitos pelos noivos. Acreditamos que tudo isto se refletiu no grande dia, uma vez que os nossos amigos e familiares notaram a atenção que colocámos em cada pormenor.

Qual foi o tema do casamento?

Não escolhemos propriamente um tema, mas quisemos que o dia refletisse um estilo campestre/romântico com um toque vintage.

Como foi o grande dia?

Simplesmente mágico! Ainda hoje fechamos os olhos e conseguimos sentir a enorme bolha de amor que foi o nosso dia! Foram tempos difíceis os que antecederam o nosso dia especial, por isso o dia foi vivido ainda mais intensamente.

Recordo-me (noiva) da enorme felicidade que sentimos por podermos finalmente abraçar e beijar aqueles que nos amam neste dia tão importante. Decidimos testar todos os convidados para que todos se sentissem seguros e pudessem usufruir de um dia cheio de luz, depois dos meses difíceis que todos passámos. Foi um dia muito feliz e acima de tudo muito, mas muito emotivo.

Se pudessem, mudavam alguma coisa?

Não! Foi o dia mais especial das nossas vidas e vamos lembrá-lo para sempre com muito amor no coração!

Onde foi a lua-de-mel? Recomendam?

A nossa lua-de-mel foi nas Maldivas e adorámos! Foi uma viagem muito bem organizada pela nossa querida Paula da Malagueta Viagens e não podia ter corrido melhor. Não temos por hábito viajar muito e, o facto de ser longe e de estarmos em pandemia deixou-nos um pouco receosos. No entanto, a organização e o acompanhamento por parte da agência foi simplesmente fantástica, o que nos permitiu desfrutar também da viagem e não apenas do destino! Toda aquela natureza e a água quente e azul faz-nos desejar voltar daqui a uns anos para partilhar uma vez mais aquele nascer do sol maravilhoso!

Que fornecedores contrataram? Recomendam?

Recomendamos muito todos os nossos fornecedores! Tivemos a sorte de ter escolhido uma equipa fantástica que fez de tudo para tornar o nosso dia realidade!

Fotografia: I HEART YOU | Video: Make me feel wedding | Quinta: Herdade do Monte Novo | Organização: Impaccto cattering | Vestido de Noiva e Fato de Noivo: Queen House Noivas | Make-up: Mariana Daehnhardt | Ramos de Noiva: Pé de Flor | Dueto de Violino e Violencelo: Inversus Duo | Alianças: Eternis (Dara) | Sapatos de Noiva : Creme Caviar | Hotel: Evidência Belverde | Joias: Martins Handmade Jewellery | Vestido mãe da noiva: Noivas Dálma | Robe de Noiva: Mira | Agencia de viagens : Malagueta | Lembranças para os convidados: Mia Luzia Suculentas

Um abraço e até breve!