Created with Sketch.
Susana Pinto

Dicas para casar: estamos noivos, e agora…?

A pergunta foi feita e a resposta, emocionada, foi dada: sim!

E agora…? Como é que isto se faz? Por onde é que se começa?

 

Ora, não há que temer, e o nosso melhor conselho é este: conhecimento é poder!

Falem connosco, falem com amigos que casaram recentemente, passem os olhos pelo nosso bonito livro e, sobretudo, procurem informação vinda de sítios e pessoas profissionais.

Por aqui, podem seguir a nossa rúbrica semanal dedicada a este assunto, sempre à segunda-feira. Arquivada com a etiqueta Wise Words, reúne dicas para casar, boas sugestões, conselhos úteis, palavras sábias e algumas ideias smart saving (as nossas favoritas) para vos ajudar de facto a pôr de pé, com equilíbrio e com prazer, o mais bonito dos dias.

 

Contamos, para isto, com a ajuda dos nossos fornecedores seleccionados – afinal, quem melhor para vos aconselhar do que os especialistas na matéria?

Respondemos às vossas questões mais comuns e a todas as outras que nos queiram colocar. No Simplesmente Branco reunimos cerca de uma centena de fornecedores de todas as áreas e a soma dos nossos conhecimentos profundos sobre este assunto é vasta e sustentada: aposto que, para qualquer pergunta que possam puxar da cartola, do lado de cá, entre todos, teremos uma bela e certeira resposta!

 

Estes são os ingredientes com os quais cozinharemos fornadas perfeitas de palavras sábias para vos servir aqui, sempre às segundas-feiras. Hoje, para começar pelo princípio, contamos com as wise words de Maria João Soares, da Design Events Weddings, e de Rita Soares-Alves, da Wedwings.

 

Dicas para casar: ficámos noivos, e agora?

 

Convite de casamento cortado a laser.

 

Sapatos de noiva compensados.

 

Casar é um projecto a dois.

Lembrem-se de que o vosso dia deve ser o reflexo de ambos e do que são enquanto casal. É este pressuposto que irá garantir a leveza e coerência do dia, o conforto e a a sensação de que está tudo certo, tudo flui e encaixa, sem esforço e sem atrito.

Depois do sim e desses primeiros dias mágicos em que o segredo é só vosso, chega o momento de partilhar a grande novidade.

Quando começarem a espalhar a palavra, o mais certo é que chovam as ideias, os conselhos, as sugestões. Apesar das boas intenções de todas as pessoas que vos querem bem, é provável que se sintam confusos e assoberbados com tanta informação e opinião.

 

A Rita Soares-Alves aconselha os noivos a ouvir e a agradecer gentilmente, mas, mais importante que tudo, a filtrar a informação que chega.

Sentem-se calmamente os dois e desenhem o vosso dia. Afinem a visão que têm para a cerimónia e para a festa, o que querem e o que, definitivamente, não querem, e listem aqueles aspectos fundamentais nos quais não vão querer ceder. Aqui, a nossa recomendação é que não sejam excessivamente intransigentes, tenham a capacidade de separar o que é fundamental e o que é acessório e pode ser negociado: há pequenas cedências que farão algumas pessoas muito felizes e que vendo bem, não são tão relevantes assim. Listem também estes assuntos, ficarão com uma noção mais clara e ponderada das vossas decisões, vistas no seu todo. Só pode ajudar!

 

A Maria João Soares reforça a importância das contas: existem dois números mágicos neste grande orçamento, que são o número de convidados e o tecto do valor disponível para gastar. Sem estas duas balizas, e alguma flexibilidade consciente para encolher ou esticar, não vale a pena começar a fazer escolhas, sob o risco de alguma coisa derrapar e se verem engolidos por contas por pagar, algumas discussões menos boas e muita tensão no ar – não é esta a forma de começar uma vida a dois, garantimos, e o preço a pagar por estas distracções e ingenuidade pode ser bem caro.

 

Dicas para casar: ficámos noivos, e agora?

 

Dicas para casar: ficámos noivos, e agora?

Dicas para casar: ficámos noivos, e agora?

 

Meter as mãos na massa a solo pode parecer divertido e romântico ao início, mas não é de todo o melhor caminho, se querem desfrutar do processo – e do noivado! Se são pessoas muito ocupadas, com profissões exigentes e muito pouco tempo livre, procurem ajuda!

Mesmo com algumas ideias definidas, um bom profissional de organização de casamentos pode ajudar a rentabilizar ainda mais as vossas escolhas, e a Maria João Soares sugere que assumam as rédeas do projecto, que se dediquem a alguns pormenores nos quais poderão imprimir o vosso cunho pessoal, mas que deleguem as ‘dores de cabeça’ a um profissional de organização de casamentos. E, ao contrário do que poderão pensar, esta é uma alínea do vosso orçamento que vos poderá ajudar a encurtar a soma final.

É um custo que se transforma em valor acrescentado, porque é alguém que procura, selecciona, negoceia e, sobretudo, navega pela lista de necessidades que vocês nem sabem que existe (como saberiam, se nunca casaram…?) e gere tensões e solavancos com uma agilidade e conhecimento muito valiosos.

 

Rita Soares-Alves partilha desta opinião, e lembra que os amigos com jeito para algo específico também não são a melhor opção. Poderão ajudar-vos a tomar certas decisões, mas deixem-nos ser vossos convidados no grande dia e evitem tensões desnecessárias. E, já que têm que começar por algum lado, Rita aconselha-vos a contactar em primeiro lugar os potenciais espaços, fotógrafos, videógrafos e profissionais de animação. Se tiverem dúvidas relativamente às respostas que vão obtendo, esclareçam-nas com um telefonema.

 

Para Maria João, uma enchente de e-mails gera caos – e há sempre o factor humano, que também conta: falar um pouco de viva voz pode ajudar-vos a medir melhor o grau de empatia com quem está do outro lado. Porque, na hora da decisão final, não é só o valor a pagar que deverão ter em conta, mas também a fiabilidade, o interesse, a disponibilidade. Confiem na vossa intuição e, caso haja algo que vos deixe desconfortáveis, façam por esclarecê-lo. Se ainda assim não estão seguros da escolha, deixem cair e contactem outro fornecedor profissional que transmita a segurança que procuram e merecem.

 

Dicas para casar: ficámos noivos, e agora?

 

Dicas para casar: ficámos noivos, e agora?

 

Dicas para casar: ficámos noivos, e agora?

 

Para rematar, estejam atentos aos sinais: se começarem a sentir-se assoberbados e sem capacidade para tomar decisões claras, parem para respirar fundo. Desliguem durante uns dias, vão namorar e relembrem-se do caminho que vos levou ao “sim!”.

De cabeça fria, voltem a debruçar-se sobre este assunto, vão ver que tudo se começa a encaixar.

 

Para a semana falamos sobre o processo de escolha dos melhores fornecedores: aqueles que cumprem a vossa visão e orçamento. Juntem-se a nós!

 

Acompanhem os nossos bons conselhos e dicas para casar, sempre à segunda-feira, nas Wise Words.
As imagens bonitas são da dupla Um Dia de Sonho.

Susana Pinto

À conversa com: Design Events Wedding – wedding planning

Hoje conversamos com a sábia e bem-humorada Maria João Soares, wedding planner de mão-cheia, que assina como Design Events Wedding.

Conheço a Maria João há mais de uma década, ainda muito antes de mergulhar nestes assuntos de casar. Sempre afinámos na conversa, no humor e nas ideias, mais ou menos amalucadas ou ambiciosas – depende apenas do ponto de vista -, com que nos desafiamos mutuamente e, juntas, escrevemos o bonito “Queres casar comigo? – guia prático para um dia muito feliz”, um livro cheio de bons conselhos e boas práticas, como se fôssemos as fadas madrinhas do vosso casamento.

Achámos que fazia falta informação arrumada, desmistificada e doce, que vos ajudasse a chegar ao mais bonito dos dias sem solavancos de maior, sabedores e, genuínamente, prontos para casar, na posse de todas as ferramentas e boas práticas que possamos partilhar convosco. Foi uma aventura emocionante editá-lo, e ainda hoje é um livro útil, gentil, honesto e valioso.

Hoje vamos perceber em detalhe qual é o papel de uma wedding planner no vosso casamento.

 

O sucesso de uma boa festa é gente que nos ama, boa comida, boa bebida e óptima música. É isso que nos deixa boas memórias para sempre e é nisto que penso para refrescar a mente. Visualizo sempre esta festa, em função das pessoas que tenho à minha frente… O modelo estético? Esse aparece naturalmente depois.

 

Como começou esta aventura de ser wedding planner?

O nosso começo foi muito lá atrás. A nossa formação em gestão de recursos humanos levou-nos à organização de eventos na área corporativa e, mais tarde, saltar para a organização de casamentos foi quase natural: trata-se, de igual forma, de gerir pessoas, vontades e criar consensos.

 

Organizar um casamento é coordenar tarefas mas também também gerir emoções e expectativas. Um destes lados pesa mais, ou no meio está a virtude?

No meio está sempre a virtude! Um casamento vive de uma boa organização de tarefas, meios e de uma apertada disciplina. Mas como não há casamentos iguais, muitas vezes gerir emoções é a tarefa mais dura de um wedding planner. Bom senso, análise e cabeça fria são essenciais!

 

 

Tem uma perspectiva perfeccionista sobre o resultado ou é o prazer de acompanhar o processo que é o factor dominante?

Infelizmente somos ainda dependentes da ideia da perfeição, do resultado espectacular, mas a verdade é que fazer “nascer” um casamento é bastante desafiante. É uma combinação de muitas emoções, criatividade e análise fria sobre o que há para trabalhar. Por vezes é também gerir cenários de crise.

O factor dominante para os noivos é a incógnita sobre tudo o que vai acontecer. O que é claro para nós, fruto da experiência, não é facilmente lido por eles. Para nós, profissionais, a chave reside na clareza da transformação das suas ideias em algo tangível. Apaziguar o stress, adequar as ideias e desenhar um dia com que se identifiquem verdadeiramente, criar confiança no outro lado, são factores dominantes, sendo este último o mais difícil de conseguir.

É por isso que aconselhamos sempre os noivos a disfrutarem verdadeiramente deste processo: de cabeça aberta e sem preconceitos. Idealizar um dia tão especial para eles pode e deve ser um motivo de partilha e de grande motivação.

 

Ainda há alguma resistência à figura do wedding planner, que é vista mais como um custo adicional do que um genuíno valor acrescentado. Quais são as claras vantagens em contratá-la?

Não sou super optimista quanto a isto, ainda há muito caminho para andar. O pensamento do “podemos fazer tudo sozinhos” ainda é muito forte. Se é certo que alguns noivos conseguem, sem esforço, organizar-se, para a maior parte não é bem assim, e acabam por fazer este caminho com dificuldades desnecessárias. Não saber valorizar e reconhecer o papel de um profissional ou expert do meio, não é uma atitude que favoreça a chegada a um bom resultado. Por outro lado, sendo uma actividade ainda muito incipiente e pouco transparente, os noivos não a vêem como uma mais-valia a considerar. Creio, no entanto, que o cenário vai mudando, acabando o factor económico por perder importância.

Existem vantagens enormes, mas sublinho as mais importantes : uma óptima gestão de tempos, o quanto e onde gastar de forma inteligente, a certeza de contratar óptimos fornecedores e ideias. Chegado o dia D, o acompanhamento no terreno e o encontrar a melhor solução para problemas inesperados é o que podem esperar de nós.

 

A magia do Alentejo, por Design Events Wedding (26) A magia do Alentejo, por Design Events Wedding (23) A magia do Alentejo, por Design Events Wedding (17)

 

Tem uma assinatura visível no seu trabalho, um estilo próprio e favorito, ou o é a voz do cliente que define a totalidade do resultado?

Para mim é a voz do cliente que define o modelo base, entendo que a nossa assinatura vem depois, nos detalhes, na interpretação geral da imagem do casamento. Claro que todos temos um estilo onde nos sentimos mais à vontade e que é a nossa cara, mas o foco é seguir e executar a vontade do cliente. É o ADN do cliente que deve ditar o caminho, mas é também verdade que o nosso know how pode e deve ajudar a criar o tal conjunto harmonioso.

 

As tendências da estação… são um assunto de trabalho ou apenas fait divers?

Francamente achamos que são fait divers mas podemos usá-los a nosso favor. Se o mundo (ou a Pantone) nos diz que a cor do futuro vai ser o vermelho tomate, podemos sempre pensar nele… mas se os noivos gostam mesmo é de amarelo, pois é o amarelo a tendência do nosso trabalho.

 

Onde busca inspiração para cada nova temporada de trabalho?

Ao fim de tantos anos de trabalho e de avalanches de imagens, cada vez mais olho para o lado. Tento não me influenciar por outros trabalhos e manter uma imagem limpa, fresca e sem obedecer à “moda do momento”. Gosto de interpretar as primeiras palavras dos noivos – o que gostam, o que não gostam, as suas cores e em que ambiente se sentem bem. Para mim essa é a mãe de todas as inspirações!

 

 

E nos momentos de fadiga criativa, como refresca a mente e o olhar?

Pensar fora da caixa! Acho que cada vez mais a festa do casamento vive de muitas outras situações. O ambiente em geral a prevalecer sobre aquela flor que tem de se ter ou uma pista de dança a piscar. O respeito pelo enquadramento da natureza, não querer um palácio de Versalhes no meio do campo, ou querer recrear o campo no meio da cidade. Menos é mais! Não consigo compreender o “circo”, a festa na pista de karting, os noivos a descerem de paraquedas… Este dia é uma experiência emocional muito forte, é um dia irrepetível… O sucesso de uma boa festa é gente que nos ama, boa comida, boa bebida e óptima música. É isso que nos deixa boas memórias para sempre e é nisto que penso para refrescar a mente. Visualizo sempre esta festa, em função das pessoas que tenho à minha frente… O modelo estético? Esse aparece, naturalmente, depois.

 

Qual é a melhor parte de organizar um casamento? E o mais desafiante e difícil?

“Ler” os noivos, criar o elo de confiança, fazê-los descobrir as possibilidades. No fundo, “pensar” no seu casamento como um guião escrito a três e viver aquele tempo em que ainda tudo é uma novidade.

O mais desafiante é manter as ideias, torná-las realidade e ajudá-los a vencer os medos.

 

Design Events - wedding planner, decoração de casamentos e aluguer Design Events - wedding planner, decoração de casamentos e aluguer Design Events Wedding, um fornecedor seleccionado SImplesmente Branco (2)

Qual foi o casamento em que mais gostou de trabalhar? Porquê?

Não conto troféus, sei que já fiz muitos casamentos, alguns foram fantásticos e outros mais difíceis, mas não consigo eleger um em especial. Mas gosto, especialmente e em particular, dos casamentos em que vi os noivos relaxados, felizes e cheios de vontade de se divertirem, a esses reservo-me o direito de pensar que contribui, fazendo um trabalho bem feito.

 

Escolha uma imagem favorita do seu portfolio e conte-nos porquê:

Esta noiva foi levada ao altar pela mão da mãe e vieram de muito longe (da longínqua América Latina), para elas o importante foi a cerimónia, e sentirem-se cómodas e seguras num dia tão emotivo. Foi um casamento muito íntimo e pessoal, tal como gostamos.

 

Design Events Wedding - wedding planner e organização de casamentos

 

Os contactos detalhados da Design Events Wedding estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, com o seu trabalho mais recente e contactem directamente a Maria João Soares através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

Marta Ramos

Parabéns, Romã Eventos!

A Romã Eventos celebrou recentemente o seu segundo aniversário. Criada pela Rute Carvalho, é Romã é uma equipa multifacetada que já conta com um portefólio admirável.

Nada me desafia mais do que ir ao encontro dos pormenores que procuro ler nas entrelinhas dos sonhos de cada cliente. Conjugar tudo – sonhos, expectativas – pintar um quadro que se quer único e, de encontros improváveis, fazer magia. Cada detalhe pensado com o intuito de encaixar na perfeição naquele quadro criado especialmente para aquele momento único e tão especial.

Na Romã Eventos reúnem-se designers, arquitectos, fotógrafos, videógrafos, entre outros. Todos contadores de histórias, todos com a mesma vontade: concretizar sonhos. Ao leme, de coração doce e lágrima fácil, encontramos a Rute. Levada sempre pelas emoções, é perita em surpreender todos com os seus detalhes e mimos. Designer gráfica de profissão e com uma vasta experiência na coordenação de projectos e eventos da área, é uma entusiasta defensora da beleza e da harmonia.

 

Acreditam que, como diz Valter Hugo Mãe, «amar é um trabalho bom». E trabalhar por amor e com amor não só é um privilégio como também é uma benção. Reunindo várias paixões numa só missão procuram, através do design e inovação, criar experiências extraordinárias, ricas em estilo e requinte. Orgulham-se dar ouvidos à voz interior, dar tempo ao tempo. «Assim é o amor e assim é a Romã: desenhamos cada sonho em conjunto com quem nos procura, desde o projecto e criação do evento ao design e decoração.»

Procuram inspiração onde a inspiração os encontra! Seja numa conversa em família ou numa viagem com amigos, num disco que ouvem ou no pormenor de uma fachada… «A inspiração rodeia-nos e conta-nos uma história. Também nós procuramos contar uma história com o nosso trabalho, deixando transparecer a autenticidade e harmonia.»

E no futuro vêem-se a eternizar ainda mais cerimónias com as sementes da autenticidade, da vida e da união. Ajudar a construir sonhos, criando memórias únicas e inesquecíveis. Sempre de coração cheio.

 

Romã EventosNão deixem de consultar a ficha de fornecedor seleccionado da Romã Eventos para ficarem a conhecer melhor a Rute, a sua equipa e o seu trabalho. E falem com eles através do nosso formulário: na volta do correio ficarão um pouco mais perto de ver o vosso dia de sonho tornado realidade.

Susana Pinto

À conversa com: As you Wish – wedding planning e organização de casamentos

Esta semana conversamos com a Joana Freixo e a Mafalda Matias, que assinam como As you Wish, wedding planning e organização de casamentos.

Falamos sobre o caminho que as trouxe até aqui, uma aprendizagem feita de observação, reflexão e acertos na rota para que o caminho seja certeiro e frutuoso. Sem dúvida que é uma fórmula ganhadora, tal como o modo como criam empatia desde o primeiro momento com os seus noivos, valorizando as forças, desejos e expectativas de ambas as partes.

Juntem-se a nós e fiquem a conhecer melhor estas meninas. Tenho a certeza de que vão gostar muito!

Há uns tempos lemos uma frase que explica bem aquilo que pensamos sobre esta questão de gerir emoções e expectativas: “You may not be everyone’s cup of tea but you can be someone’s glass of Champagne!”.

Contem-nos como começou esta aventura de wedding planning e organização:

Foi como se estivéssemos a juntar as peças de um puzzle. Tínhamos uma enorme vontade de ter um projecto pessoal, algo nosso! E juntámos esse desejo ao gosto que já tínhamos por esta área. O facto de já termos trabalhado as duas juntas e de termos a certeza que iríamos funcionar bem enquanto equipa e sócias, fez-nos avançar para esta aventura! Tem sido uma aprendizagem constante e um gosto enorme construir algo nosso e no qual acreditamos verdadeiramente.

 

Organizar um casamento é coordenar tarefas e um orçamento, mas também gerir emoções e expectativas. Um destes lados pesa mais ou no meio está a virtude?

Um bom equilíbrio entre os dois é o ideal! Mas gerir emoções e expectativas é, para nós, o que mais pesa! E, cada vez mais, somos da opinião que esta é uma parte fundamental para o bom desempenho do nosso trabalho e que, quando bem gerida, é a que mais influência tem na satisfação dos nossos clientes. De nada serve dar o nosso melhor a investir num determinado sentido, se as expectativas dos nossos clientes caminham noutra direção.

É essencial estarmos em linha e conseguirmos ler e interpretar o cliente que temos à nossa frente. E, para isso, é muito importante existir uma primeira conversa presencial, antes mesmo de enviarmos uma proposta. Não o fazíamos no início e rapidamente percebemos o quão importante é fazê-lo. É importante, em primeiro lugar, para nos conhecermos. E, depois, para trocarmos ideias e para conhecermos as exigências de quem nos procura. Nessa conversa, damos espaço para que nos façam todas as perguntas que queiram fazer e que esclareçam todas as dúvidas que tenham. E nós, falamos de coisas simples mas às quais damos muita importância. Falamos da nossa filosofia e forma de trabalhar. Falamos da forma como lidamos com os nossos fornecedores, falamos de valores, do que está e não está incluído nos nossos serviços. E falamos de tudo isto com a naturalidade devida porque fazemos questão que os nossos clientes avancem connosco conscientes da forma como nós trabalhamos e com a certeza que o fazem porque se identificam com essa metodologia.

Há uns tempos lemos uma frase que explica bem aquilo que pensamos sobre esta questão de gerir emoções e expectativas: “You may not be everyone’s cup of tea but you can be someone’s glass of Champagne!”.

 

Organização e decoração de casamentos: As You Wish Organização e decoração de casamentos: As You Wish Organização e decoração de casamentos: As You Wish

Têm uma perspectiva perfeccionista sobre o resultado ou é o prazer de acompanhar o processo que é o factor dominante?

Sem dúvida que é o acompanhamento de todo o processo o que nos dá mais prazer! E esforçamo-nos para que exista um bom equílibrio entre o profeccionismo e essa sensação de prazer. Mas é algo que nem sempre é fácil de gerir porque rapidamente nos deixamos levar por uma pespectiva demasiado perfeccionista. Mas é também aqui que surge a vantagem de sermos duas. E nesse aspecto, complementamo-nos muito! Eu, Mafalda, sou a mais rigorosa e atenta ao detalhe. Sou exigente! Sou aquela que disfruta depois de estar feito. A Joana, é a mais relacional, pragmática e assertiva. É a que disfruta mais durante o processo. É a que no meio do caos, vê com mais clareza. É a voz da razão e a que se apercebe quando o nosso perfeccionismo se começa a tornar contraproducente. E quando isso acontece, paramos, reflectimos e recomeçamos.

 

Têm uma assinatura visível no vosso trabalho, um estilo próprio e favorito, ou o é a voz do cliente que define a totalidade do resultado?

Ir ao encontro da identidade de quem nos procura é um dos nossos principais objetivos! E trabalhamos sempre no sentido de fazer um evento à medida dos desejos dos nossos clientes. Foi precisamente dessa ideia que surgiu o nosso nome – As You Wish. Mas, claro, metemos o nosso cunho pessoal em tudo o que fazemos e invariavelmente acabamos por ter uma assinatura própria que vai estando presente em todos os eventos. E isso é muito importante para nós! Não só porque mostra coerência no nosso trabalho, mas também porque queremos ser fiéis aos valores em que acreditamos. Quem nos procura é porque se identifica com o nosso estilo e isso é essencial para nós.

Acaba por ser um jogo de equílibrio entre ambas as partes: concretizamos as vontades de quem nos procura e fazêmo-lo à nossa imagem.

 

As tendências da estação… são um assunto de trabalho ou apenas fait-divers?

É importante estarmos a par das tendências e do que nos rodeia. E, por isso, as tendências da estação acabam por ser um assunto de trabalho importante. Mas não são a nossa maior preocupação. O facto de ser tendência não significa que fará parte das nossas sugestões. Apenas se fizer sentido. Para nós, o mais importante num casamento é que o mesmo reflicta a essência do casal. E a essência do casal pode fugir completamente às tendências! E está tudo bem quanto a isso. Significa que muito provavelmente será um casamento diferente e fora do vulgar. E isso agrada-nos!

 

Organização e decoração de casamentos: As You Wish Organização e decoração de casamentos: As You Wish Organização e decoração de casamentos: As You Wish

Ainda há alguma resistência à figura do wedding planner, que é vista mais como um custo adicional do que um genuíno valor acrescentado. Quais são as claras vantagens ao contratar-vos?

Sem dúvida que ainda existe alguma resistência à figura do wedding planner. E, em alguns casos, essa resistência existe mesmo quando o casal tem consciência das vantagens que tem em contratar-nos.

Contratar-nos implica ter um custo adicional e há casais que simplesmente não estão predispostos para ter esse custo, apesar de todas as vantagens que possam existir. Por outro lado, há também os casais que valorizam muito o nosso trabalho e vêm até nós perfeitamente conscientes e informados das mais valias que o nosso serviço poderá proporcionar.

A maioria das pessoas associa o nosso trabalho a um trabalho de coordenação. Somos um elemento facilitador e que agiliza todo o processo. E é verdade! Mas para nós, a grande mais valia do nosso serviço vai muito mais além dessa coordenação. É algo que não é pálpavel e, acredito que por isso, exista essa resistência por parte de alguns casais. Contratar um wedding planner, entre muitas outras coisas, significa que o casal terá acesso aos fornecedores que melhor se adequam às suas necessidades. O nosso trabalho é mesmo esse: identificar, dentro dos vários contactos de fornecedores que temos, aquele que melhor se adequa às necessidades dos noivos tendo em conta a sua forma de trabalhar, os seus preços e o seu estilo. Significa também que, em algumas situações, poderão ter condições mais vantajosas porque existem fornecedores que oferecem condições especiais a wedding planners, uma vez que contratamos os serviços deles com mais frequência do que um cliente particular. Contratar-nos significa ainda que terão mais tempo para usufruir de todo o processo de organização do casamento. Há muitos casais que chegam até nós numa fase mais avançada porque já estão cansados e fartos de ter tanta coisa por resolver. O tema do casamento começa a consumir todo o tempo do casal. E um processo que se quer especial, giro e cheio de amor, começa a tornar-se desgastante e stressante.

 

Como é o vosso processo de trabalho, como criam uma ligação aos clientes?

Tentamos que essa ligação se crie de uma forma natural, sendo nós próprias. Quer seja nas nossas reuniões ou nas várias conversas que vamos tendo ao longo de todo o processo. Para além disso, é importante dedicar o tempo devido a cada cliente, ouvi-los com atenção e dar importância a todos os detalhes que nos passam. Numa fase inicial costumamos fazer algumas perguntas chave que nos permitem conhecer um pouco melhor o cliente. São perguntas simples mas que nos permitem detetar traços importantes no perfil de quem nos procura. E ajuda-nos a também a proporcionar uma agradável conversa onde se constroi alguma empatia.

 

Onde buscam inspiração para cada nova temporada de trabalho?

Ter uma postura atenta ao que nos rodeia é importante nesta busca pela inspiração. Devemos olhar para o que já fizemos e para o que se faz à nossa volta. Devemos ser críticas com o nosso trabalho e perceber o que tem de ser melhorado. Tudo isto nos ajuda a (re)definir o nosso caminho. Sabendo por onde queresmos seguir e com a mente liberta, o processo de observação traz-nos as novas ideias. Por vezes, vamos buscar ideias a coisas que vimos no passado e que ficaram guardadas nas gavetas da nossa memória. Sem dúvida que a inspiração é fruto de um olhar atento e curioso daquilo que se passa à nossa volta. E claro, de muita imaginação e criatividade à mistura!

 

Organização e decoração de casamentos: As You Wish Organização e decoração de casamentos: As You Wish Organização e decoração de casamentos: As You Wish

E nos momentos de fadiga criativa, como refrescam a mente e o olhar?

Nessas alturas é importante parar, fazer um reset e arejar as ideias. Sair da nossa rotina ajuda-nos a libertar a mente e a ver as coisas com mais clareza. Ir a locais onde nunca estivemos também ajuda neste processo.

 

Qual é a melhor parte de organizar um casamento? E o mais desafiante e difícil?

Gostamos muito daquela fase em que as ideias saiem do papel e começam a ganhar forma. Esse processo de produção é uma fase criativa que nos dá muito prazer. Mas, sem dúvida, que o dia do casamento é a melhor parte de todas! É para esse dia que nos dedicamos e é também o dia mais esperado pelos noivos. As emoções estão ao rubro e a energia é imensa!

Por outro lado, são precisamente essas emoções que, durante o processo de organização, se podem tornar na parte mais desafiante para nós. Há casais que chegam até nós um ano antes do casamento. É um processo longo e pelo caminho, é normal surgirem frustações, ansiedade e até alguns constrangimentos com os quais temos de saber lidar da melhor forma.

 

Qual foi o casamento em que mais gostaram de trabalhar? Porquê?

Não conseguimos nomear um casamento como sendo aquele em que mais gostámos de trabalhar. Todos eles são diferentes e especiais à sua maneira. Claro que temos as nossas preferências no que diz respeito ao estilo ou à empatia que criámos com os noivos. Mas é difícil escolher um que seja o preferido. Por isso, nomeamos aquele que nos lançou neste mundo dos casamentos: o casamento da Mafalda e do Guilherme. Foi onde tudo começou!

 

Escolham uma imagem favorita do vosso portefolio e contem-nos porquê:

 

A As you Wish organiza casamentos à medida de cada par de noivos. A As you Wish organiza casamentos à medida de cada par de noivos

Escolhemos duas! A primeira fotografia não é seguramente a mais bonita que guardamos no nosso portefolio. Não a escolhemos pela qualidade fotográfica, mas sim por aquilo que nos transmite: a normalidade do disfrutar de uma simples conversa entre amigas, à volta da mesa! Gostamos do partilhar da cadeira e das mãos dadas!

Na segunda escolha, gostamos da troca apaixonada de olhares! Gostamos da envolvência, gostamos das cores, do enquadramento…

 

 

Contactem a As you Wish, através da sua ficha de fornecedor. Espreitem as galerias e entrem em contacto com a Mafalda Matias e a Joana Freixo, directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem e, na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

 

Marta Ramos

Violeta + Pedro no Jardim Botânico, por AVVA-Eventos

A equipa wedding planner da AVVA-Eventos traz-nos hoje o casamento da Violeta e do Pedro, um casal espanhol que trocou Madrid pelos Açores para abrir em Ponta Delgada uma loja de lembranças fresca e original. Comecemos por escutar os noivos (na sua língua original, que todos os portugueses se orgulham de perceber):

«Desde un primer momento supimos que Silvia seria nuestra wedding-planner. Ademas de tener dos sitios espectaculares para hacer la boda, demostró ser una autentica profesional ya desde la primera reunión. Implicada desde el principio, aportando ideas, “know-how” y sobre todo, mostrando una flexibilidad y paciencia importantes ante nuestras peticiones, que en muchos casos diferían de las bodas y costumbres portuguesas. Nosotros quisimos una boda muy personalizada, desde la ceremonia hasta el menú. Marcamos los tiempos y los diferentes eventos que iban sucediendo, por lo que la posibilidad de que algo pudiera salir mal era elevada. La realidad es que todo salio a la perfección gracias a que siempre tuvimos el apoyo de Silvia para ir ajustando el timing en cada momento y cuidando cada detalle. Un día inolvidable con nuestras familias y amigos que estará siempre en nuestros corazones.»

Sílvia Vasconcelos contou-nos que assim que levou o casal ao Jardim Botânico José do Canto, a Violeta ficou encantada com a possibilidade de fazer a sua cerimónia civil num espaço tão verde e tão bonito; e o Pedro adorou a Estufa Fria, nessa altura ainda a ser alvo de obras de renovação. Depois de bem perceber as expectativas dos noivos e os seus gostos pessoais e costumes em festas de casamento, e tendo em conta que o Pedro salientava que “nós, espanhóis, gostamos de estar à mesa”, a AVVA-Eventos construiu uma ementa à medida de ambos, afinada e aperfeiçoada no almoço de degustação oferecido ao casal (um procedimento habitual) no restaurante que a empresa detém em Vila Franca do Campo, o Praia Café.

No dia tudo foi mágico, a Lagarta a trazer os convidados e a noiva para o jardim; a cerimónia civil feita pelos noivos e de levar às lágrimas todos os presentes, DJ e wedding planner incluídos, criando uma atmosfera única e muito divertida, como reflectem as fotos. Da nossa parte, um bem haja à Violeta e ao Pedro. Sejam felizes todos os dias!

A Sílvia destacou ainda a participação da Azores wedding events, que proporcionou música ao vivo durante o cocktail e animação e DJ pelo resto da festa. O fotógrafo Álvaro Miranda registou o dia em imagens — vamos a elas:

 

casamento nos Açores, por AVVA - Eventos casamento nos Açores, por AVVA - Eventos casamento nos Açores, por AVVA - Eventos casamento nos Açores, por AVVA - Eventos casamento nos Açores, por AVVA - Eventos casamento nos Açores, por AVVA - Eventos casamento nos Açores, por AVVA - Eventos casamento nos Açores, por AVVA - Eventos casamento nos Açores, por AVVA - Eventos casamento nos Açores, por AVVA - Eventos casamento nos Açores, por AVVA - Eventos casamento nos Açores, por AVVA - Eventos casamento nos Açores, por AVVA - Eventos

Acompanhem todos os artigos que vamos publicando sobre a AVVA-Eventos e a sua maravilhosa ilha de S. Miguel. E sabiam que os Açores são um destino magnífico e eco-friendly para o vosso casamento?

Não deixem de consultar a ficha de fornecedor seleccionado da AVVA-Eventos para ficarem a conhecer melhor o seu trabalho – e falem com a Sílvia, ela está à vossa espera para tornar o vosso dia verdadeiramente inesquecível!

Marta Ramos

Venham ver a nova montra Wedwings by Rita Soares-Alves

As galerias das fichas de fornecedor seleccionado são como montras do trabalho dos profissionais que escolhemos para vos recomendar. Hoje destacamos a renovação da montra Wedwings by Rita Soares-Alves.

Com a Wedwings by Rita Soares-Alves, descobrirão que é possível organizar um casamento com tranquilidade e usufruir, com confiança, de todo o processo de planeamento e organização daqueles que serão os melhores momentos da vossa vida. Para a Rita, não há dois casamentos iguais. Cada casal e cada família têm histórias e tradições únicas. É sempre com essa perspectiva e com essas singularidades que planeia cada casamento: «Atrevam-se a ter um dia inesquecível, planeado até ao mais ínfimo pormenor. E não se esqueçam: divirtam-se e sejam felizes. É o vosso grande dia!»

Organizar um casamento é trabalhar na essência a felicidade de alguém, é concretizar desejos e criar memórias eternas.

Seleccionámos algumas das imagens que a Wedwings adicionou recentemente à sua galeria – mas não deixem de ir à ficha de fornecedor para ver o conjunto completo.

 

Wedding Planner em Lisboa: Wedwings, by Rita Soares AlvesWedding Planner em Lisboa: Wedwings, by Rita Soares AlvesWedding Planner em Lisboa: Wedwings, by Rita Soares Alves Wedding Planner em Lisboa: Wedwings, by Rita Soares Alves

Acompanhem os nossos posts acerca do trabalho da Wedwings by Rita Soares-Alves — e falem com a Rita, que está à vossa espera para concretizar os vossos desejos e ajudar-vos a criar belas memórias.

Marta Ramos

Outono na ilha Terceira, por Plano A – Organização de eventos

A Marisa, da ilha do Corvo, e o Diogo, a ilha das Flores, escolheram casar no Outono, na ilha Terceira. O espaço eleito foi o Hotel Caracol, debruçado sobre o Atlântico, e para conferir à festa a atmosfera outonal com que sonharam recorreram à Plano A – Organização de eventos. Mostraram-lhes algumas imagens que tinham recolhido, muito assentes nos tons do Outono, e fizeram dois pedidos: que fosse uma festa acolhedora e que a decoração recorresse, de alguma forma, a fotografias do casal.
Tratando-se de um casamento intimista, com cerca de 50 convidados no total, a Cátia e o João sugeriram aos noivos a utilização de uma mesa única, para tornar o ambiente mais informal e descontraído, ideia que foi aceite com muito agrado.
Partindo dos tons alaranjados, das folhas secas, das abóboras, a Plano A desenhou um entardecer de Outono perfeito, recorrendo às velas e à folha de ouro para imprimir calor e aconchego ao momento de celebração da Marisa e do Diogo com os seus convidados. Para além da decoração do espaço, assinam ainda o material gráfico e a decoração do bolo (feito pela Rainbow Cakes), ao qual o jovem casal acrescentou um cake topper.
Vamos dar um saltinho à Terceira? As fotos são de Gonçalo Simões | Um Dia Único Fotografia.

Um casamento Plano A Eventos - fotografia de Um Dia Único

Um casamento Plano A Eventos - fotografia de Um Dia Único

Um casamento Plano A Eventos - fotografia de Um Dia Único

Um casamento Plano A Eventos - fotografia de Um Dia Único

Um casamento Plano A Eventos - fotografia de Um Dia Único

Um casamento Plano A Eventos - fotografia de Um Dia Único

Um casamento Plano A Eventos - fotografia de Um Dia Único

Um casamento Plano A Eventos - fotografia de Um Dia Único

Acompanhem os nossos posts acerca do trabalho da Plano A – Organização de eventos e não deixem de consultar a respectiva ficha de fornecedor seleccionado para ficarem a conhecer melhor o trabalho deste nosso fornecedor seleccionado. E falem com a Cátia, ela está à vossa espera para criar a vossa história.