Created with Sketch.
Susana Pinto

The W Experience: Showcase of Unique and Creative Weddings

É em Fevereiro, o mês do amor, que se estreia The W Experience: Showcase of Unique and Creative Weddings.

Este evento para noivos e profissionais do mercado de casamento acontece nos dias 14, 15 e 16 de Fevereiro, na Lx Factory, em Lisboa, por isso reservem já esta data nas vossas agendas.

 

Pensado e organizado pela dupla Miguel Pintão e Raquel Pintão, da Love Stories Weddings, e com o nosso suporte e entusiasmo desde o primeiro minuto, apresenta-se como um showcase inovador e diferente, direccionado para o mercado dos casamentos em Portugal.

The W Experience é um evento criado para noivos e fornecedores que procuram e produzem casamentos personalizados, exclusivos e criativos. A organização promete um ambiente actual, moderno, cosmopolita, trendy e urbano.

 

Vão ser mostradas as tendências para o mercado dos casamentos 2020, haverá expositores escolhidos a dedo, num conjunto seleccionado e diversificado, e será um espaço de partilha de ideias, conceitos e, sobretudo, experiências para todos (noivos e profissionais). Haverá ainda concertos e workshops para ambos os públicos.

Dos três dias de evento, um (dia 14) é dedicado aos profissionais, com programação própria e muito espaço para networking, e dois (15 e 16) são dedicados integralmente aos noivos.

 

Evento para noivos: The W Experience Evento para noivos: The W Experience Evento para noivos: The W Experience

Este é o evento que todos (fornecedores e noivos) desejamos há muito tempo: moderno, vibrante, fresco.

Dou desde já os parabéns à dupla Love Stories Weddings pela visão e coragem de pôr de pé um evento deste calibre: depois de dez edições do showcase You + Us = Fun!, sei exactamente o que isto significa e o golpe de asa (e trabalho) que representa.

É obrigação nossa, como profissionais do mercado de casamento nacional, dar todo o suporte e apoio a este projecto: participando, visitando, partilhando a comunicação. Porque de facto fazia falta e alguém o está a criar para todos nós.

 

Anotem então na vossa agenda, 14 a 16 de Fevereiro, na Lx Factory, em Lisboa. Para acompanhar as novidades, consultar o programa e conhecer os participantes, visitem o site e acompanhem as contas do Facebook e Instagram.
Os fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, Design Events, Molde Design Weddings, A Pajarita, Rituais, Leds4Dance, Amor e Lima e Feel Creations estão já confirmados!

Vemo-nos lá?

Susana Pinto

À conversa com: A Pajarita, convites de casamento

Hoje sentamo-nos a conversar com a Alexandra Barbosa, que assina como A Pajarita, convites de casamento.

E que bonito e incrivelmente delicado é o trabalho da Alexandra! Já o vi ao vivo várias vezes e já visitei a Alexandra no seu belíssimo estúdio na Póvoa do Varzim: conversamos sempre sobre o seu trabalho de gravura e o nosso fascínio pelos papéis artesanais.

É sempre um prazer perceber as técnicas, processos e acabamentos destas peças tão singulares e femininas, de uma beleza discreta e intrigante.

Venham conhecer A Pajarita!

Acredito que cada casal é uma fórmula. Se pensarmos nas pessoas, não há duas iguais. Quando conheço um casal, conheço duas pessoas diferentes e é a soma deles que eu tenho de calcular para lhes puder apresentar uma fórmula que respeite quem são juntos. É nessa comunhão que nasce a fórmula que retrata o casal. Se não há duas pessoas iguais, não há duas somas iguais, logo não há duas fórmulas iguais.

Conte-nos um pouco da sua viagem profissional, das artes plásticas para o universo dos casamentos. Foi um caminho natural ou uma situação específica que o apontou?

Sou artista plástica e especializei-me (mestrado) em obra gráfica (gravura) e produção artística.

Terminada a licenciatura, parti para Espanha onde estudei e trabalhei, e acabei por ficar por lá cinco anos. A minha vida profissional era partilhada pela docência e pelo desenvolvimento da minha investigação e trabalho artístico (e por consequência concursos, bienais e exposições).

Regresso a Portugal e começo a dar aulas e a criar peças personalizados num atelier: foi aí que conheci uma noiva, que acabei por ajudar, ao criar detalhes que ela idealizava e não tinha conseguido encontrar.

Esta experiência despertou algo em mim. A alegria dela foi contagiante, e desafio tinha sido estimulante. Como gosto de desafios e de fazer coisas sempre diferentes (a monotonia desconcerta-me!), a ideia foi amadurecendo e ganhando forma e, assim, “nasceu” A PAJARITA.

 

Há quanto tempo trabalha nesta área? E porquê este universo dos casamentos?

Desde Dezembro de 2014.

O universo dos casamentos, tal como eu o encaro, é estimulante, cheio de desafio e aventuras. Não é estático nem monótono. É algo contagiante e que me faz levantar de manhã cheia de energia e de vontade de trabalhar.

 

Estacionário de casamento criado por A Pajarita (9) Estacionário de casamento criado por A Pajarita (5) Estacionário de casamento criado por A Pajarita (3)

Como define o seu trabalho e como construiu essa assinatura?

É um trabalho feito de raiz, a medida de cada casal e tem como base a partilha. Tudo é pensado e desenhado com base no que os noivos partilham comigo: os seus gostos, expectativas, histórias, interesses, viagens…

 

Esse estilo faz parte do ADN da marca ou é um conceito que escolheu para explorar e trabalhar este ano? Porquê?

É, sem dúvida, o ADN. O fascinante é começar do zero. O caminho estimulante do processo ao produto final. Se deixar de existir, A PAJARITA não tem fundamento, não tem razão para existir.

 

As tendências da estação… são um assunto de trabalho ou apenas fait divers?

É sempre importante conhecer e debater as tendências, mas não serão um caminho a seguir se não se enquadram com a personalidade dos noivos dessa estação.

 

Boas-vindas ao Outono, por A Pajarita (26) Boas-vindas ao Outono, por A Pajarita (17) Boas-vindas ao Outono, por A Pajarita (22)

Ter o controle das decisões é importante? Tem uma perspectiva perfeccionista e específica sobre o resultado e a forma como quer que o seu trabalho seja consumido ou é o prazer de discutir ideias, de criar, que lhe interessa mais na relação com cada projecto, cada cliente?

Tenho de controlar a qualidade da execução, sou perfecionista, cada detalhe conta. Os materias são fundamentais e gosto de ter o controlo dos materiais usados e a sua qualidade. O processo criativo em si é muito orgânico, e parte sempre das conversas que tenho com cada casal. É delas que vou extrair os pormenores, as subtilezas em que me vou basear para criar os protótipos que lhes irei apresentar posteriormente.

 

Existem fórmulas vencedoras que aplica, ou cada convite, produto ou serviço é pensado totalmente de raiz?

Fórmulas vencedoras? Eu acredito que cada casal é uma fórmula. Se pensarmos nas pessoas, não há duas iguais. Quando conheço um casal, conheço duas pessoas diferentes e é a soma deles que eu tenho de calcular para lhes puder apresentar uma fórmula que respeite quem são juntos. É nessa comunhão que nasce a fórmula que retrata o casal. Se não há duas pessoas iguais, não há duas somas iguais, logo não há duas fórmulas iguais.

 

Onde busca inspiração para cada nova temporada de trabalho?

Para além de me inspirar na singularidade e personalidade de cada casal, busco-a nas exposições, nos filmes, na moda…

 

Convites de casamento artesanais, feitos por A Pajarita

Quando precisa de fazer reset, para onde olha, o que faz?

Faço coisas simples, mergulhos nos livros, foco-me na minha família, perco-me nas risadas do Vasquinho e na tranquilidade do bebé Gustavo (os meus sobrinhos e afilhados), vou ouvir o mar, desenho casas (que é uma forma simplista de descrever o meu trabalho artístico).

 

Qual é a importância do convite de casamento (e respectivo conjunto de estacionário), na grande lista de itens e tarefas?

Normalmente é encarada como uma tarefa secundária, e, a meu ver, erradamente. É a primeira impressão do dia que estamos a preparar. O convite é a imagem do nosso dia, logo, a nossa. Daí trabalhamos para que o feedback do convidado seja sempre: “o convite é mesmo a tua/vossa cara”.

 

Qual é o seu processo de trabalho, como acontece a ligação ao cliente?

Primeiro é necessário perceber se sou o fornecedor ideal. Se for, preciso de conversar com eles, perceber quem são, o que perspetivam. Seja pessoalmente, por videoconferência ou por email, quanto mais informações me derem, mais matéria prima tenho. Mostro exemplos, acabamentos, papéis para ir percebendo as preferências. As conversas costumam ser amenas e muito interessantes. Posteriormente, apresento-lhes um protótipo. Ele sofre o processo necessário de forma a responder às expectativas, e só depois passa para a produção.

 

Convite de casamento personalizado A Pajarita Convite para madrinha, por A Pajarita Bouquet de noiva rústico, por A Pajarita

Qual é a melhor parte de criar convites de casamento, ser o primeiro capítulo visível da história que leva ao grande dia? E o mais desafiante e difícil?

O melhor é não termos limites nem condicionantes estabelecidos pelo trabalho já desenvolvido e conhecermos pessoas novas. O que se torna desafiante, é o facto de se começar do zero, encontrar a imagem do casal sem usar recursos evidentes. O difícil, que é diferente de desafiante, a meu ver, é não ficar empolgado com os projetos e dizer aos noivos que a A PAJARITA não é o seu fornecedor ideal (acontece quando procuram convites padronizados).

 

Escolha o convite de que mais gosta no vosso portefólio, e conte-nos porquê:

É difícil escolher, mas os que mais me empolgam são os convites com intervenção manual, sem dúvida! O facto de cada um ser inevitavelmente diferente do outro, esse cunho pessoal e irrepetível desperta aquele brilhinho no meu olhar.

 

Os contactos detalhados de A Pajarita, estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, feita de imagens bonitas, e contactem a Alexandra directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

O trabalho da Alexandra Barbosa não se fica pelos convites: das suas mãos sai tudo o que é papel e também belas flores: bouquet de noiva, flor de lapela, pulseira para as madrinhas e outras delicadas maravilhas. Sigam tudo aqui!

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

Susana Pinto

Casamento no Solar da Levada: Joana + Duarte, um dia tão feliz

Hoje temos um casamento no Solar da Levada: o glorioso dia da Joana + Duarte.

 

A Joana procurava um ambiente rústico, com alguma sofisticação. O seu par perfeito foi a Alexandra Barbosa, A Pajarita, que pegou nesta visão e a transformou em realidade – tratou de todo o estacionário e dos detalhes florais, o suporte para as alianças, o travessão, as flores de lapela do noivo e dos padrinhos, as pulseiras das madrinhas e um fantástico bouquet de noiva cheio de textura e cores quentes.

 

A dupla Arte Magna Fotografia captou estas imagens belíssimas do mais bonito dos dias da Joana + Duarte: tudo é caloroso e intimista, pensado (e concretizado!) para ser à imagem do casal. Há aqui muitos detalhes bonitos – os sapatos da noiva, o vestido, com umas fantásticas costas de renda, o elegantíssimo fato do noivo, todo o espaço, com um pé direito majestoso e uma luz velada, os convites personalizados aos padrinhos e, claro, toda a alegria pálpável e visível a cada fotografia.

 

O mais bonito dos dias é assim!

 

Convite de casamento personalizado A Pajarita Bouquet de noiva rústico, feito por A Pajarita Sapatos de noiva compensados Créme Caviar Porta-alianças diferente com bastidor e flores secas, feito por A Pajarita Toucado com flores secas, feito por A Pajarita Convite para madrinha, por A Pajarita Vestido de noiva com costas em renda. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Bouquet de noiva rústico, por A Pajarita Convite para padrinho, por A Pajarita Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento.

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Imaginámos o nosso dia ao nosso estilo: simples, mas cuidado. Tentando deixar a nossa marca em cada pormenor.

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Sentimos-nos preparados no sentido em que estávamos seguros em relação às nossas escolhas, ao estilo pretendido e aos fornecedores contratados. Os nervos vieram com a aproximação da data e com a ansiedade de que tudo corresse dentro do planeado.

 

Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Flor de lapela rústica, por A Pajarita. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento.

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Quando visitámos a quinta onde decidimos casar. Fez todo o sentido, era exactamente o que procurávamos. Um espaço impactante, com linhas rústicas, um pé direito alto, mas ao mesmo tempo actual.

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

O resultado correu o conforme estava planeado. O que nos deixou bastantes confiantes com o decorrer do dia, permitindo que aproveitássemos o dia ao máximo.

Nós fomos os nossos próprios wedding planners, mas fomos contando com dicas e conselhos por parte dos nossos fornecedores, em especial da Teresa Guerreiro da Arte Magna e da Alexandra Barbosa, d´A Pajarita. Foram preciosas para conseguirmos o resultado pretendido.

 

Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento.

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

O essencial era, sem dúvida, que o casamento fosse notado e lembrado como o casamento da Joana e do Duarte, que fosse o nosso casamento e não mais um casamento, que os convidados apreciassem, se divertissem e comessem bem. E era importante deixar essa marca desde o inicio, com a dos convites, já que era este o primeiro contacto que os convidados teriam com o nosso casamento, tinham de ser à nossa imagem, e criar curiosidade e expectativa. E felizmente encontrámos A Pajarita que nos entendeu na primeira chamada, e fez um belíssimo trabalho. Muito importante também, era poder ficar com bons registos para a vida, poder reviver aquele dia sempre que nos apetecesse, por isso era importante termos boas equipas de fotógrafos e videógrafos. E não podíamos ter escolhido melhores. Todos os fornecedores foram escolhidos a dedo, tínhamos de ter confiança e segurança em quem contratávamos, acreditávamos que só desta maneira seria possível aproveitar o dia ao máximo.

Sem importância foram todos os extras que não acrescentariam valor ao nosso casamento.

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

O mais difícil foram os ensaios da dança! Comandar quatro pés esquerdos não foi fácil, mas no final correu tudo bem.

O mais fácil, foi a escolha de fornecedores.

 

Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento.

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

A cerimónia. É inevitável não ter as emoções à flor da pele.

 

E o pico de diversão?

Para além termos estado em sintonia ao longo do dia, as emoções são muito pessoais. Para mim, Joana, o pico de diversão foi a entrada na sala do jantar. Para o Duarte, foi logo após o final da dança de abertura de baile.

 

Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes

Um pormenor especial…

Um pormenor especial é que todos os nossos fornecedores foram os primeiros da lista e os primeiros a ser contactados.

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Manteríamos tudo exactamente igual, e, se fosse possível, repetiríamos.

 

Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes Bouquet de noiva rústico e romântico, por A Pajarita Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento.

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Organizem-se, definam prioridades e escolham um ponto de partida. Antecedência é muito importante para que consigam contratar os fornecedores com quem gostariam de trabalhar, e não apenas os que estão disponíveis.

 

Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento.

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites, materiais gráficos, toucado, flores de lapela, pulseiras das madrinhas e bouquet de noiva: A Pajarita;

espaço, decoração e catering: Solar da Levada;

fato do noivo e acessórios: fato Manuel Teles Alfaiataria, com tecidos Ermenegildo Zegna; sapatos Carlos Santos Shoes;

vestido de noiva e sapatos: vestido Rosa Clará; sapatos Crème Caviar;

cabelo: Diana Dias;

maquilhagem: Eugénia Fernandes;

fotografia: Arte Magna Fotografia;

vídeo: Vanessa & Ivo Handmade Films;

Dj: Mario Kitty;

dança: Rita Almeida – Academia Gindança.

 

 

Acompanhem o trabalho delicado de A Pajarita e espreitem os últimos trabalhos da dupla Arte Magna Fotografia.

Marta Ramos

Reis por um dia, com Kabuki Makeup by Rita Amorim

Vamos passear até ao Palácio de Queluz? É lá que se desenrola a história que vos queremos contar hoje, uma história de amor, claro, mas também de estilo, de sofisticação e de delicadeza. A nossa guia é a Rita Amorim, da Kabuki Makeup:

«Um casal de noivos, mais exigente e mais atento a todos os pormenores, para o qual seja imperativo casar num ambiente requintado, com cada momento pensado ao detalhe e que pretende depositar a sua total confiança em fornecedores dedicados, pode rever-se neste editorial com a Pousada de Queluz como pano de fundo. Se o detalhe, a elegância e o desejo de casar num Palácio são as palavras chave para a vossa cerimónia, então esta sessão é totalmente dedicada a vocês.»

Depois de receber o convite da wedding planner Carolina Almada Urbano, da Sublime Luxury Weddings, para ser a maquilhadora desta sessão, Rita Amorim começou a preparar-se, partindo do moodboard que Carolina lhe passou: «A minha preparação para a sessão fotográfica recebe a mesma dedicação que dou às minhas noivas, no dia do seu casamento. Nos dias que antecedem a data do editorial, revejo todo o material a utilizar, troco ideias sobre os últimos pormenores, logística, horários, falamos com a equipa de fotografia e com os modelos e com todos os elementos envolvidos. Ou seja, estamos numa verdadeira sintonia para que o resultado supere o desejado.»

É nosso objectivo mostrar que em Portugal somos competentes e até mais profissionais que em qualquer outro país. O pensamento arcaico de que “tudo o que se faz no estrangeiro é melhor” está completamente ultrapassado.

Antes de vos deixar com as bonitas imagens, assinadas por Portugal Wedding Photographer, recomendo-vos que acompanhem os nossos posts acerca do trabalho da Kabuki Makeup by Rita Amorim, que é sempre bonito e fresco. E há outros dois fornecedores seleccionados Simplesmente Branco no lote de profissionais que compuseram este trabalho (confiram os créditos completos no final do artigo): A Pajarita encarregou-se do estacionário e a dupla Edelweiss Wedding Cakes, claro está, do bolo.

 

Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding PhotographerEditorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding PhotographerEditorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer Editorial no Palácio de Queluz_Fotos de Portugal Wedding Photographer

Créditos:

 

styling e organização: Sublime Luxury Weddings
espaço: Pousada de Queluz
fotografia: Portugal Wedding Photographer
design floral: Decorelle
maquilhagem: Kabuki Makeup by Rita Amorim
cabelo: Patz Hair.Makeup
bolo: Edelweiss Wedding Cakes
estacionário: A Pajarita
vestido e acessórios da noiva & fato do noivo: Gio Rodrigues
acessórios de mesa: Vista Alegre
carro: Genésio Laranjo
modelos: Onway Models Portugal
jóias: Ourivesaria Sarmento

Marta Ramos

Flores para sempre, por A Pajarita

A Alexandra Barbosa é formada em Arte e fascinada pelo processo criativo: A Pajarita é a sua forma de partilhar a sua arte e criatividade convosco, criando convites e estacionário em — ou desenhando o vosso dia inteiro de raiz, a começar, claro, por tudo o que envolve papeis, mas continuando pela decoração e pelas flores, sempre de mãos dadas convosco, até ao grande dia.
Foi o caso da Joana e do Diogo, que escolheram a Alexandra para criar convites e restante estacionário, a decoração e o bouquet, num registo muito romântico e muito leve. Até a decoração do bolo, confeccionado por Alpha 5, é da autoria da Alexandra.

Sempre que fazemos a decoração floral de um evento, para evitar o desperdício, gostamos de dar uma segunda vida às bonitas flores que tanto alegraram aquele dia. Fazer raminhos no final da festa e oferecer aos convidados é uma boa forma de prolongar a festa e levar aquela alegria vivida para outros ambientes.

Vejam algumas imagens do seu trabalho; depois podem ir depois espreitar o casamento completo, fotografado por André Tavares Wedding Photographer.

 

A Pajarita - convites de casamento e decoração de casamentos e bouquet de noiva

Não deixem de ler todos os artigos que já publicámos sobre o trabalho d’A Pajarita: para além de haver muita coisa bonita de se ver, há também bons conselhos e reflexões importantes: «Eu tenho alguns problemas com o desperdício, evito-o tanto a nível pessoal como profissional, por isso, tenho sempre especial atenção à gestão dos materiais e à qualidade dos mesmos. No estacionário, só usamos papeis livres de ácidos e gerimos a produção de modo a minimizar ao máximo o desperdício de papel, aconselhando sempre medidas que optimizam a área de impressão.»
E falem com a Alexandra sobre o tipo de casamento que imaginam: a equipa d’ A Pajarita terá muito gosto em inspirar-se nos vossos desejos para dar asas à criatividade.

Marta Ramos

Ana, Emanuel e A Pajarita: um casamento feliz

Hoje damos a palavra à Ana, que casou com o Emanuel em Outubro de 2018, e que encontrou no trabalho da Alexandra Barbosa — A Pajarita — a expressão exacta de todas as emoções que sentiu, que sentiram ambos, nessa fase bonita das suas vidas:

«Sempre sonhei, como qualquer mulher, casar. O Emanuel, nos seis anos de namoro, nunca me falou no casamento, sendo que eu sabia que algum dia iria chegar o anel. E chegou, no dia do meu aniversário. Nervoso, com o anel no bolso, o Emanuel soltou uma frase no fim do almoço que até hoje creio ser a coisa mais bonita que ouvi dele: “Queres ser a mãe dos meus filhos?”

Mais do que afirmar junto de quem mais gostamos o compromisso de nos amarmos e respeitarmos para o resto da vida, acho que o casamento teve um significado particular para nós. Sempre quisemos juntar numa sala todos aqueles que eram a nossa “família”. E assim foi, juntámos cerca de 168 pessoas numa sala para comemorar o que temos de melhor, a “família” e o AMOR que sentimos uns pelos outros.»

Encontrei por acaso a página d’ A Pajarita e senti que era mesmo o estilo que me cativava, simples, requintado e subtil. Para além do bom trabalho que é desempenhado, a querida Alexandra é uma pessoa fácil de se gostar.

«Imaginámos de imediato como seria o convite. Leve, claro e com um toque especial. E aí estava, o convite que idealizei e de que tanto gostamos, com um “esfumado” que revela a magia que este sonho representava para nós. De imediato percebi que teria que ser a Alexandra a encarregar-se também das flores. Confiei cegamente no seu trabalho, e hoje acho que foi o bouquet perfeito para mim. Desde o bouquet aos arranjos florais da igreja, senti que tudo tinha um “cunho” especial, cheio de carinho e dedicação, o que me fez sentir um bem-estar no dia mais especial da minha vida.»

Vamos ver o resultado final? As fotos são assinadas por Love and Thanks.

 

«Depois do “sim”, ali estávamos nós, casados e prontos para celebrar. O sonho tornou-se real e todos os de quem mais gostávamos estavam ali sentados, numa sala. Ficou na memória o rosto de cada convidado que transbordava felicidade e carinho por nós. Ficam as memórias, as fotografias e a alegria de ter feito o casamento dos meus sonhos e com as pessoas que hoje são a nossa FAMÍLIA. Obrigada!»

Todo o estacionário (convites, menus, etiquetas para as canecas do seating plan, cones), o porta-alianças, as flores e o bouquet têm assinatura A Pajarita . A fotografia e o vídeo ficaram a cargo de Love and Thanks. O espaço do casamento foi a Quinta Cristalina e a noiva vestia Pronovias, enquanto que o noivo vestia Prassa.

Não deixem de ler todos os artigos que já publicámos sobre o trabalho d’A Pajarita. E falem com a Alexandra sobre o tipo de casamento que imaginam; ela terá muito gosto em inspirar-se nos vossos desejos para dar asas à criatividade.

Marta Ramos

Charming Coral Wedding Inspiration, com A Pajarita e Romantis

A escolha do ano 2019 da Pantone «é um tom coral animador e vivaz com um sub-tom dourado que energiza e anima». Chama-se Living Coral e, segundo a vice-presidente do Pantone Color Institute, Laurie Pressman, reflecte a actualidade, reagindo ao excesso de tecnologia digital dos nossos dias: «Com tudo o que está a acontecer hoje, estamos à procura de qualidades humanizadoras, porque estamos a ver a vida online a desumanizar muitas coisas. Estamos a olhar para as cores que alimentam e trazem conforto e familiaridade e que nos fazem sentir bem.»
Preparem-se, então, para se sentirem bem, pois hoje trazemos-vos um editorial intimista inspirado, precisamente, neste Living Coral — o título diz tudo: Charming Coral Wedding Inspiration.
As imagens, na sua maioria analógicas, são do fotógrafo Bruno Ribeiro, e a equipa que compôs esta bonita atmosfera incluiu dois fornecedores seleccionados SB: A Pajarita e Romantis.
Pajarita é uma palavra espanhola que define origami em forma de pequeno pássaro, gravata borboleta ou a planta Linaria Vulgaris. Uma palavra tão versátil como a equipa d’A Pajarita, composta por diversas mãos talentosas que ajudam Alexandra Barbosa, a directora criativa, a criar o estacionário, a decoração e todos os outros detalhes para o vosso dia.
A Romantis é uma marca de jóias nascida no seio de uma empresa joalheira portuguesa com meio século de história, que apresenta colecções particularmente românticas, destacando-se as alianças de casamento e anéis de noivado. A alta qualidade, o desenho moderno, a cravação perfeita, as formas volumosas e o acabamento cuidado são os argumentos principais para a distinção desta marca.
Mergulhemos, então, nesta poção mágica «que energiza e anima».

 

Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro Editoral com A Pajarita e Romantis, fotografado por Bruno Ribeiro

Créditos:

criação e styling: Tiago Dias
fotografia: Bruno Ribeiro
vídeo: André Alves — Storyteller
modelos: Llinalag e Vítor
flores: O Filho da Rosa
vestido: Jesus Peiro
fato: Prassa
maquilhagem: Magalie Sobral
cabelo: Pedro Netto Studio
estacionário: A Pajarita
acessórios da noiva: Diana Martins
sapatos: Anna Walker
jóias: Romantis
bolo: Bakewell